VEREADORES CRITICARAM DECISÃO DA RETIRADA DE ADICIONAIS EM CÁLCULO DA APOSENTADORIA

Durante a sessão da Câmara de Avaré, realiza na noite de segunda-feira, dia 9, vários vereadores se manifestaram sobre a decisão da Prefeitura, em acordo com a Avareprev e o Sindicato dos Servidores, de retirar os acionais no cálculo da aposentadoria dos funcionários da Prefeitura.

O presidente do legislativo, vereador Denilson Ziroldo criticou a falta de transparência do ato. Para ele o servidor terá que entrar na justiça contra a decisão. “Se o servidor ganha R$ 1800,00 e tem R$ 180,00 de adicional, esse adicional não será incorporado ao cálculo de sua aposentadoria. Esse mesmo servidor que trabalhou 10, 15 anos na Prefeitura e está sendo prejudicado. O funcionário terá que entrar na justiça para ter esse direito reconhecido e a decisão judicial poderá demorar anos para sair”, destacou.

Ele também estranhou a participação do Sindicato na reunião em que acabou sendo fechado o acordo. “O Sindicato participou dessa reunião, mas o Sindicato deveria defender os funcionários. Os servidores que já tiveram descontos terão perdido esses valores e terão que entrar na justiça”.

Já o vice-presidente da Câmara, vereador Roberto Araújo questionou o prefeito Poio Novaes dos valores que já foram descontados há anos dos servidores. Ele questionou ainda se a Avareprev devolverá o dinheiro dos adicionais que foram descontados dos funcionários e que deveriam ser incorporados na aposentadoria.

“E os descontos que foram feitos nos holerites? E os anos anteriores, como que fica? A Avareprev vai se apoderar do valor, ou vai ter a honradez de devolver esse numerário aos funcionários? Vamos cobrar a Prefeitura e a Avareprev sobre esse fato”.

Para a líder do prefeito, vereadora Rosângela Paulucci, a falta de uma lei estaria impedindo que a Prefeitura e a Avareprev incorporem os valores dos adicionais ao cálculo da aposentadoria dos funcionários públicos municipais.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.