04/09/2015

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

COMISSÃO DA SAÚDE IDENTIFICA PROBLEMAS NO AGENDAMENTO DE CONSULTAS

Em continuação dos trabalhos da Comissão Especial da Saúde, os vereadores Marcelo José Ortega, Ernesto Ferreira de Albuquerque, Rosangela Paulucci, Francisco Barreto de Monte Neto se reuniram na quarta-feira, dia 2, para deliberar sobre os próximos passos da Comissão e questionar os chefes de setores da saúde.

 

Foram ouvidos o responsável pelo disk saúde, Alexandre Augusto de Lima, e as responsáveis pelo agendamento de exames e consultas com especialistas em outras cidades, Ana Maria Ferreira da Rosa e Denise Vicente Barbosa de Castro. Ambos falaram sobre a carência da estrutura dos setores nos quais atuam, a complexidade de agendamento em outras cidades.

 

Perguntado sobre o funcionamento do disk saúde, o responsável Alexandre Augusto de Lima disse que o sistema de agendamento por telefone foi criado para humanizar o atendimento e evitar filas de madrugada. Ele preocupou os vereadores da Comissão ao dizer que “de cada cem consultas agendadas pelo setor outras duzentas não conseguem ser agendadas por falta de vagas e de médicos especialistas”. Hoje qualquer cidadão que tentar encontrará dificuldades em marcar uma consulta nas especialidades de cardiologia, endocrinologia, ortopedia e ginecologia. A falta de comunicação com outros departamentos da saúde é outro aspecto apontado por Alexandre que precisa de atenção. O disk saúde conta com 7 atendentes e uma linha com PABX.

 

Novamente a necessidade da informatização foi apontada pelos servidores que encontram dificuldades no desempenho de suas atividades por não terem acesso a internet e, em alguns casos, nem computador e precisam emprestar scanner de outros departamentos para enviar documentos digitalizados para hospitais de outras cidades. Segundo Ana Maria Ferreira da Rosa, que trabalha ao lado da colega Denise Vicente Barbosa de Castro, “a informatização da saúde é fundamental para a realização de um atendimento adequado e poderá agilizar o agendamento dos exames solicitados pelos cidadãos”.

 

Já o setor de agendamento de exames funciona em uma sala de cerca de seis metros quadrados e muito papel. Nessa pequena estrutura fica quase impossível organizar todos os pedidos de exames. Segundo Ana Maria “é complicado para trabalhar”. Temos que scannear documentos para enviar para outros hospitais e para isso precisamos ir a outra sala e emprestar o computador para digitalizar. “Já perdemos exames em outros municípios por não termos acesso a internet e não podermos acompanhar a solicitação e avisar os pacientes”, lamenta. Atualmente a linha telefônica do setor está cortada por falta de pagamento. “Usamos nossos próprios telefones celulares para entrar em contato com usuários e informá-los sobre datas de exames”, afirma.

 

O agendamento para exames de endoscopia têm uma fila de espera de cerca de 180 pacientes por mês: apenas trinta são atendidos. Segundo Denise, Avaré tem bastante vaga de oftalmologista e dermatologista e apenas cinco por mês de reumatologista no hospital da Unesp. “Não temos uma vaga para cardiologista em Avaré, apenas 13 mensais na Unesp em Botucatu”.

 

CENTRALIZAÇÃO - São três setores que agendam exames em locais separados e distantes. Isso dificulta o agendamento e cria uma enorme insatisfação por parte do usuário. Uma central de agendamento poderia resolver e organizar o setor.

 

A vereador Rosângela Paulucci questionou se “a população tem consciência de que não depende do município o agendamento de alguns exames? A sociedade conhece a estrutura?” Esse aspecto será inserido na pesquisa que será realizada a pedido da Comissão Especial da Saúde.

 

FALTA DE MÉDICOS - A Prefeitura de Avaré contratou alguns especialistas através de chamamento público. Nessa modalidade os profissionais passaram a atender 100 pacientes por mês e receberam R$ 50,00 por consulta, totalizando R$ 5 mil por mês. Para Alexandre Augusto de Lima essa alternativa para contratação de profissionais desestimulou médicos a prestarem concurso público e se efetivarem na rede. Dessa forma sempre haverá falta de médicos especialistas vinculados a Prefeitura para atender a demanda.

 

Para o vereador e médico Dr Ernesto Albuquerque “há um desinteresse dos médicos em prestar concurso público devido a baixa remuneração e a baixa perspectiva de uma carreira vantajosa”.

 

Marcelo José Ortega que é o idealizador e presidente da Comissão Especial da Saúde disse que os profissionais são dedicados e competentes, mas que a falta de estrutura básica compromete os serviços. “A informatização de todos os setores da saúde é fundamental para a qualidade dos serviços. Não é possível nos dias de hoje um setor de agendamento de exames sem internet e com o telefone cortado. O problema é pequeno diante do benefício que a informatização pode proporcionar. O Governo municipal precisa criar uma força tarefa urgente para informatizar toda a estrutura da saúde pública, o que deverá gerar economia e eficiência”, argumenta.


A próxima reunião da Comissão Especial da Saúde será na cidade de Itapeva. A visita dos vereadores será acompanhada pelo Secretário Municipal de Saúde, Luiz Fernando Tassinari, que apresentará toda a estrutura da saúde de Itapeva, cidade do porte de Avaré. No dia 17 de agosto a Comissão ouvirá o responsável pela saúde bucal. As reuniões são abertas e todo cidadão pode participar formulando perguntas.

04/09/2015

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

SINDICATO ORGANIZA MANIFESTO CONTRA A PREFEITURA

O Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Avaré e Região está organizando um manifesto para o próximo dia 11, contra a atitude da Prefeitura em parcelar o pagamento dos servidores municipais.


Na próxima quarta-feira, dia 9, serão pagos apenas o salário base, quinquênio e gratificações. Segundo informações, o excedente deve ser pago ainda neste mês, mas sem uma data especificada.

 

“Com isso, mostraremos a atual insatisfação dos servidores da Prefeitura com a tratativa recebida por parte da atual Administração”, afirmou Leonardo do Espírito Santo, presidente do sindicato. Segundo informações, o problema seria a falta de dinheiro para fechar a folha de pagamento. “Comenta-se que apenas foram feitas substituições referentes às exonerações e aposentadorias solicitadas; no entanto, percebemos que aproximadamente 110 novos funcionários foram contratados nos últimos meses. Se existem problemas no limite prudencial da Folha, que sejam cortados os excessos, como os cargos de confiança, além de uma possível diminuição do número de secretarias”, comentou o sindicalista.


Atualmente existem 2.810 postos de trabalho no Prefeitura; no início da atual gestão, os cargos contabilizavam aproximadamente 2.700, no total. “Não podemos deixar que os trabalhadores devidamente concursados sofram por culpa do inchaço dos departamentos”, afirmou.

 

A manifestação, idealizada inicialmente para apontar a situação da Guarda Civil Municipal, acabou ganhando vulto após o anúncio do “calote”das horas extras por parte da Prefeitura. “Contaremos com o apoio de sindicalistas de outras cidades e também da Federação dos Servidores Estaduais (FESSPMESP). Além da marcha, também promoveremos, na data, um simpósio com palestras de várias autoridades”, disse Leonardo. A marcha sairá das imediações do Largo São João indo até a Câmara Municipal, com início marcado para as 08 horas.

 

MARCHA DA GCM – No mesmo dia está agendada uma mobilização para mostrar os problemas referentes à legalização e estruturação da Guarda Civil Municipal. Denominada, em um primeiro momento, de 1ª Marcha Azul Marinho de Avaré, a atividade, apesar de ampliada para defesa dos servidores em geral, ainda manterá seminários diversos direcionados aos interesses da guarda, com palestras de representantes de entidades estaduais. A marcha Se concentrará no Largo São João, a partir das 08 horas, e irá para a Câmara Municipal, local que sediará as palestras agendadas.

04/09/2015

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

ESTIAGEM AUMENTA INCIDÊNCIA DE QUEIMADAS EM AVARÉ

A estiagem registrada em agosto quadruplicou o número de incêndios em imóveis na zona urbana e rural de Avaré. A informação é do Corpo de Bombeiros.


De acordo com o subtenente Mauro de Oliveira, foram 88 registros em agosto, um aumento de mais de 400% em relação a julho, que registrou 19 chamadas.


O número representa uma média de 2,8 solicitações ao dia. Só nas últimas semanas foram verificados incidentes no Jardim Europa e Jardim Europa II, Terras de São José, Vila Martins III, Vila Operária, Santa Mônica e Vila Jardim.


Na segunda-feira, 31 de agosto, um incêndio atingiu um terreno próximo ao campus do Instituto Federal de São Paulo. O Corpo de Bombeiros foi chamado e controlou as chamas. Registros são frequentes no imóvel em períodos de seca.


Incêndios na zona rural também tiveram aumento. A equipe tem sido ainda acionada com frequência para atender ocorrências às margens de pistas, geralmente causadas por cigarros lançados por condutores, explica o oficial. (Com informações da Comarca)

04/09/2015

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL CORRE O RISCO DE SER PARALISADO

Confusão, briga generalizada entre atletas e invasão de campo por parte de torcedores. Esses são os motivos que estão levando a Secretaria Municipal de Esportes de Avaré (Seme) a estudar a paralisação do Campeonato Municipal de Futebol.


Nas últimas três rodadas foram registradas confusões. Na partida envolvendo as equipes do Internacional e do Sopagole, jogadores de ambas as equipes promoveram uma verdadeira guerra campal, incluindo até mesmo a invasão de torcedores no Campo Municipal. O jogo acabou sendo encerrado pela arbitragem por falta de segurança.


Já no domingo, 30 de agosto, foram registradas invasões ao campo e briga entre atletas. Na primeira divisão, que ocorreu no Estádio Dr. Paulo Novaes, a partida envolvendo as equipes da Ponte Preta e do Amigos do Futebol e Alegria foi marcada por reclamações de atletas e dirigentes contra a arbitragem.


Segundo informações da organização, os treinadores de ambas as equipes deverão ser suspensos por mau comportamento. A Seme destaca ainda que o treinador do Amigos do Futebol e Alegria, após seu time marcar o gol, teria orientado os jogadores a praticar o anti-jogo, simulando contusões. O time acabou vencendo a Ponte Preta por 1 a 0.


Já na segunda partida, a equipe da Ferroviária derrotou o São Pedro/Lajão Avaré por 3 a 2. Durante o jogo, alguns torcedores, se aproveitando que o portão que dá acesso ao gramado estava aberto, invadiram o gramado e geraram confusão.


SEGUNDA DIVISÃO – No primeiro jogo da segunda divisão que ocorreu no Campo Municipal, um desentendimento entre atletas das equipes do Internacional e Santa Elizabeth acabou incitando torcedores a pularem o alambrado. Segundo a organização, eles não chegaram a invadir o campo de jogo.

04/09/2015

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

SUSPEITO DE INTEGRAR QUADRILHA DE FURTOS A GADOS É PRESO EM ARANDU

Um homem de 51 anos suspeito de integrar uma quadrilha de furtos a gados foi preso com três armas de fogo e munições em Arandu.

 

O flagrante aconteceu na manhã de quinta-feira, dia 3, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão no sítio do suspeito. De acordo com a Polícia Civil, entre as armas estavam uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 32, uma garrucha e munições.

 

Durante a ação, os policiais fizeram buscas na propriedade vizinha e apreenderam mais três espingardas que seriam de outro suspeito que não estava no local. Todo o material ficou apreendido.

 

O homem prestou depoimento e ficou à disposição da Justiça pelo crime de posse ilegal de armas. A Polícia Civil investigará o envolvimento dele com o grupo de furtos a sítios. (Fonte G1)

 Anúncios Avaré urgente: Logomarca

  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas