02/09/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

49ª EMAPA

02/09/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

REVOLTADOS, PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL REALIZAM PROTESTO NA CÂMARA DE AVARÉ

Professores da rede municipal de ensino estão revoltados com a atual administração, tudo por conta da revogação de um decreto em que beneficiava a classe em 5% em seus vencimentos.

 

Na noite desta segunda-feira, dia 1º de setembro, cerca de 50 profissionais compareceram a Câmara Municipal para protestar. Eles alegam que em março deste ano foi publicado um decreto que beneficiava os profissionais.

 

Na porta do legislativo, os professores pediam uma solução para o caso. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, Leonardo do Espírito Santo, esteve no local e se solaridizou com os profissionais de ensino.

 

Devido a manifestação, os vereadores Roberto Araújo, Denílson Ziroldo e a presidente Bruna Silvestre sairam na porta da Câmara para ouvir os professores. Enquanto uma comissão foi formada para conversar com a presidente, os profissionais foram convidados a acompanhar a sessão no plenário.

 

Já durante a palavra livre foi concedido a palavra a professora Patrícia Gicus. "Estamos desde março esperando o benefício. Estamos com a sensação de que estão nos enganando. Tentamos falar com a secretária de Educação (Lúcia Léllis) na última sexta-feira, mas falaram que ela estava em reunião. Até esperávamos que a reunião seria para resolver nossa situação, porém parece que isso não ocorreu", desabafou.

 

Ela disse ter sido surpreendida com a revogação do decreto. "No sábado, lendo o Semanário Oficial ficamos surpreendidos com a revogação do decreto. O que a gente pede é que o prefeito volta atrás. Esgotamos todas nossas possibilidades. Não podemos aceitar que descumpram o Plano de Carreira".

 

A professora disse ainda que o motivo alegado para a revogação do decreto seria o fato de a Prefeitura ter extrapolado o limite prudencial de 54% com gastos em folha de pagamento. O número estaria em mais de 57%. "Quando haverá respeito com o Plano de Carreira dos Professores? É um direito nosso", manifestou.

 

INÉDITO - Logo após o discurso da professora, Bruna Silvestre suspendeu a sessão por 10 minutos e convidou todos os vereadores fossem ao encontro dos profissionais de ensino no plenário para ouvir as reivindicações. Vários vereadores acabaram ouvindo vários cobranças. Eles pediram um encontro com o prefeito Poio Novaes para tentar solucionar o problema. Vereadores do PT se comprometeram a intermediar o encontro.

02/09/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

PROFESSORES SE REÚNEM COM O PREFEITO NESTA TERÇA-FEIRA NA CÂMARA MUNICIPAL

Durante a sessão desta segunda-feira, dia 1º de setembro, o secretário de Comunicação da Prefeitura, Lucas Motta, apareceu na Câmara Municipal para informar que o prefeito, Poio Novaes, receberia os professores nesta terça-feira, dia 2.

 

Depois de divergirem sobre o melhor horário para o encontro, ficou decidido que o encontro ocorrerá as 17:30 horas no plenário da Câmara. Todos os professores da rede municipal de ensino poderão participar do encontro. Atualmente, Avaré conta com cerca de 400 profissionais de ensino.

 

Segundo informações do vereador Ernesto Albuquerque, a revogação teria ocorrido devido a Prefeitura ter atingido o limite com gastos em folha de pagamento. Ele revelou que o fato teria ocorrido devido problemas com o Instituto de Previdencia - Avareprev devido a más aplicações financeiras que teria ocorrido durante a gestão do ex-prefeito, Joselyr Silvestre.

 

O petista disse ainda que o prefeito Poio Novaes teria enviado um ofício ao Tribunal de Contas do Estado solicitando estudos para que os problemas com a Avareprev não interfiram no limite prudencial. Caso seja aceito, o limite com gastos com funcionalismo cairá para cerca de 50%. Com isso, a Prefeitura poderia repassar os 5% para os professores.

 

MANIFESTAÇÃO - Antes do prefeito aceitar se encontrar com os professores, o Sindicato dos Servidores, juntamente com os profissionais de ensino, decidiram realizar duas manifestações essa semana. Uma ocorreria nesta quarta-feira, dia 3, as 17 horas em frente ao Paço Municipal. Já a segunda estava marcada para ocorrer no sábado, dia 6, no Largo do Mercado.

 

Caso o problema não seja resolvido, os professores ameaçam entrar em greve a partir da próxima terça-feira, dia 9.

02/09/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

VEREADORES CRITICAM PROBLEMAS ENVOLVENDO OS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL

Durante a palavra livre da sessão da Câmara de Avaré desta segunda-feira dia 1º de setembro, diversos vereadores falaram sobre a situação que vem enfrentando os professores da rede municipal de ensino.

 

O vereador Denílson Ziroldo, que levantou o problema na sessão do dia 25 de agosto, disse criticou o prefeito Poio Novaes e disse que a classe dos professores estaria sendo desvalorizada. "A classe está desvalorizada. O prefeito tem prioridades que a população não precisa. Desde março não está pagando por um direito adquirido. Ele revogou para não pagar. Se ele revogou o que tem errado no projeto?", questionou.

 

Para ele, Avaré estaria na contramão em relação a investimenos na Educação. "Tem que se investir na educação, valorizar os professores. É um direito deles. Porque demorou 6 meses para encontrar problemas e revogar esse decreto? Se foi revogado agora, os professores tem direito de receber pelos 6 meses atrás".

 

Já Marcelo Ortega disse que a decisão de pagar ou não os professores não caberia aos vereadores. "Essa decisão não cabe ao vereador. Esse desajuste também não é culpa de nenhum funcionário. Esse é um direito dos professores".

 

Ortega pediu aos professores que não deixem que algumas pessoas utilizem este fato politicamente. Ele pediu ainda que os professores repenssem a possível greve. "Não se deixem levar por ondas políticas, uso político desta situação. Greve é grave. Revejam a greve pela dignidade do cargo. Ninguém vai tirar algo que é de vocês".

 

Ernesto Albuquerque criticou o fato de algumas pessoas que estariam com um discurso demagogo para captar a simpatia dos professores.

 

MAIS CRÍTICAS - Para o vereador Roberto Araújo, os direitos dos professores estariam sendo lesados. "Quero parabenizar os professores pela presença maciça foi na sessão. Vocês estão tendo seus direitos lesados pelo prefeito que gasta mal, gasta R$ 500 mil para exibir a Copa na Praça, R$ 1 milhão com shows na Emapa, aumenta impostos porque fala que não tem dinheiro, mas tem esses gastos".

 

O democrata estranhou o fato do prefeito Poio Novaes ter alegado que o limite prudencial com gastos com funcionários estaria acima do permitido para revogar o decreto. "É estranho o prefeito falar que passou o limite com gasto com a folha de pagamento se toda semana publica no Semanário a convocação de diversas pessoas. Ainda ele manda projeto para essa Casa para aumentar os cargos e essa Câmara vota a favor, não eu que sempre votei contra".

 

Os vereadores Barreto do Mercado e Davi Cortez também falaram sobre o assunto. A vereadora Rosangela Paulucci não participou da palavra livre. A parlamentar estava representando a Câmara em um evento que estava sendo realizado na Frea.

02/09/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

QUASE TRÊS MESES APÓS INAUGURAÇÃO, NOVO FÓRUM CONTINUA FECHADO

Mesmo tendo sido inaugurado pelo governador Geraldo Alckmin em 7 de junho deste ano, o novo fórum de Avaré continua com as portas fechadas.


Com investimentos de quase R$ 13,5 milhões, o novo fórum possui mais de cinco mil metros de área construída com capacidade para comportar cinco varas, salão do júri, carceragem, hall principal para atendimento e triagem, vestiário, central de segurança e de processamento digital, cartórios, salas da administração, posto bancário, lanchonete, sanitários, sala de armas e objetos apreendidos, gabinete dos juízes e salas para audiência, além das áreas destinadas à Defensoria Pública, ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados do Brasil.


Na época da inauguração, foi anunciado por autoridades que o local ajudaria a diminuir a demanda judicial no município, já que o atual prédio não estaria mais comportando as atuais necessidades.
A expectativa era que o novo Fórum trouxesse benefícios não apenas para Avaré, mas para toda região.


A Comarca tentou contato com administração geral do Fórum para saber quando o prédio recém-inaugurado deverá começar a ser utilizado. De acordo com funcionários do local, ainda não há nenhuma previsão de quando o espaço começará a ser utilizado, mas que provavelmente a mudança não deve ocorrer neste ano.


A reportagem entrou em contato com a Ouvidoria Judicial do Tribunal de Justiça de São Paulo, por meio de sua assessoria de comunicação.
Segundo o explicado, apesar de ter sido entregue em junho, o prédio ainda precisaria de uma série de adequações como cabeamentos, entre outros.


Em nota, a assessoria afirma que o “Tribunal de Justiça de São Paulo, após entrega do imóvel pela Secretaria da Justiça, recebeu as respectivas plantas e está contratando serviços necessários: limpeza, segurança, telefonia, parte elétrica, logística, etc. A previsão é que a contratação e a execução desses serviços estejam concluídas até o final do mês de dezembro”. (Fonte A Comarca)

 Anúncios Avaré urgente: Logomarca

  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas