SINDICATO PROMETE MANIFESTAÇÃO EM FRENTE AO PAÇO MUNICIPAL

07/05/2018
O Sindicato dos Funcionários Públicos de Avaré e Região promete realizar uma manifestação, na sexta-feira, dia 11, em frente ao Paço Municipal. A motivação seria um projeto que foi encaminhado pelo prefeito Jô Silvestre à Câmara alterando a referencia salarial dos médicos do município. Com a alteração, os profissionais passariam a receber 67% a mais.

Para o Sindicato, a Prefeitura deveria conceder um reajuste geral para os cerca de 2,8 mil funcionários e não somente para uma determinada classe. “O sindicato pede, desde o ano passado, um reajuste geral de 11% e a Prefeitura o nega alegando ter ultrapassado seu limite prudencial”, destaca o órgão sindical.

Segundo informações apuradas pelo A Voz do Vale, a maior parte dos médicos especialistas que trabalham na Prefeitura de Avaré estaria pedindo exoneração de seus cargos devido aos baixos salários e outros problemas. Alguns médicos, aliás, estariam próximos a se aposentar e também deixariam de prestar os serviços para a municipalidade.

O Sindicato pede uma análise ampla de contingências. A questão será discutida na Câmara na próxima quarta-feira, dia 9, a partir das 9 horas e contará com a presença do presidente do Sindicato, Leonardo do Espírito Santo, do secretário da Saúde, Roslindo Machado e do secretário de Administração, Ronaldo Guardiano.

PROJETO – Segundo o Projeto de Lei Complementar 38/2018, que está tramitando na Câmara, os médicos, que atualmente recebem pela referencia 13, cerca de R$ 3,5 mil, passariam ao nível 16, passando a receber cerca de R$ 5,7 mil.

Segundo informações, a alteração na lei elevando os vencimentos seria uma forma de fazer com que os médicos não peçam exoneração do cargo e mantenha a prestação de serviços junta a Prefeitura. Outro objetivo seria para atrair médicos especialistas a participarem de um concurso público que será ser realizado ainda este ano, devido à grande falta de profissionais de especialidades distingas no quadro geral da saúde do município.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.