PREFEITURA PRETENDE DEVOLVER PRÉDIO DO FÓRUM VELHO AO ESTADO

13/11/2017
Embora o assunto venha sendo tratado de maneira reservada, o governo Jô Silvestre prepara a devolução da posse do Fórum velho para seu proprietário original: o governo de São Paulo. Segundo informações obtidas com exclusividade pelo Fora de Pauta, a tramitação deve ser concluída nos próximos dias.

Mais antigo imóvel público do município, o prédio em estilo neogótico concebido pelo arquiteto francês Victor Dubugras e inaugurado em 1896 está atualmente fechado e apresenta uma série de avarias em sua estrutura.

O teto corre risco de desmoronar, quadro que piorou com as últimas chuvas torrenciais. Suas paredes também foram comprometidas por infiltrações e todos os cômodos, em seus dois pavimentos, apresentam rachaduras.

Apesar de ter sido tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) em 1980, o edifício nunca recebeu verbas estaduais para sua conservação.

Por mais de meio século, abrigou o Poder Judiciário e também serviu como presídio. Até 1995, o prédio recebeu a antiga Delegacia de Ensino, hoje Diretoria.

O governador Mário Covas autorizou em 2000 a permissão de uso do imóvel pela Prefeitura. Já em 2005, o ex-prefeito Joselyr Silvestre promoveu obras para no local para instalar o Museu Histórico. Como as intervenções foram feitas sem consulta prévia ao Condephaat, Silvestre acabou processado. Pouco depois, o espaço foi definitivamente fechado.

SEM MEIOS – Em recente entrevista à TV Tem, o secretário da Cultura Diego Beraldo lembrou que o velho Fórum se acha fechado porque suas instalações precisam de restauro. Segundo ele, o município não tem meios para arcar com a responsabilidade, que legalmente é do Estado.

Fonte: Fora de Pauta



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.