PREFEITURA PODERÁ GASTAR QUASE R$ 2 MILHÕES COM LOCAÇÃO DE MÁQUINAS PARA MANUTENÇÃO DE VIAS

07/03/2019

A Prefeitura de Avaré abriu um procedimento licitatório, na modalidade de Pregão Presencial, para a locação de duas máquinas e dois caminhões basculantes. O custo estimado com o aluguel dos veículos chega a quase R$ 2 milhões.

Em sua justificativa, o secretário de Serviços, Abelardo Ferreira Mendes, destaca que a realização de locação de máquinas e caminhão basculante se faz necessária para a manutenção e conservação de vias, fortalecer ações de combate as erosões nos terrenos e áreas verdes localizadas na área urbana, ações de limpeza em bairros, bem como auxiliará na limpeza de terrenos que são de responsabilidade do município e limpeza de córregos.

Ainda em sua justificativa, o secretário revelou que a frota municipal da Prefeitura de Avaré “não dispõe de veículos suficiente para atender a demanda, especialmente neste período de chuvas frequentes que tanto prejudica nossa cidade”.

O custo estimado para a locação de uma máquina pácarregadeira é de R$ 154 à hora. Segundo o edital, a Prefeitura presente alugar o equipamento por 3.200 horas, sendo que o valor final estimado é de mais de R$ 490 mil.

Já para a locação de uma retroescavadeira, a Prefeitura vai pagar por 3.200 horas, mais de R$ 445 mil. O valor por hora trabalhada é de R$ 139,33. O aluguel de dois caminhões basculantes vai sair por quase R$ 1 milhão. Cada veículo custará R$ 123,33 por hora trabalhada. O contrato prevê 4 mil horas para cada caminhão.

Segundo o edital, a empresa contratada, além de oferecer os operadores das máquinas e dos caminhões, deverá fornecer todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários.

A empresa também ficará responsável por “toda e quaisquer manutenções que se fizerem necessárias nos equipamentos bem como o custeio dos combustíveis utilizado pelos veículos neste período”.

Ainda segundo o edital, a fiscalização dos serviços prestados pela empresa será de responsabilidade de Gilberto Saito, gerente da Garagem Municipal e o secretário de Serviços, Abelardo Ferreira Mendes.

OUTRO LADO – Mesmo o edital constando como locação, a Prefeitura afirma que a licitação trata-se de registro de preço. “Trata-se de registro de preço e não locação efetiva. Caso haja necessidade de locação dos equipamentos indicados, os valores para tal já estarão registrados. As locações poderão ou não se concretizar, vai depender da demanda que surgir. Ao volume também não esta comprometido podendo ser uma locação ou várias”, destacou a Secretaria de Comunicação em nota enviada ao A Voz do Vale.

Fonte: A Voz do Vale

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *