PARA MOTORISTA, SECRETÁRIO TERIA AGIDO COM “ARROGÂNCIA E AUTORITARISMO”

12/03/2019
Durante a sessão ordinária da Câmara de Avaré, realizada na segunda-feira, dia 11, o motorista Ronald Boemeri utilizou a Tribuna Livre para mostrar sua indignação com relação ao secretário de Transportes de Avaré, Alexandre Nigro.

Ele relatou que os caminhoneiros estariam proibidos em transitar pela via que foi recentemente pavimentada e que liga a Vila Esperança ao Bairro Nova Água Branca. O motorista chegou a falar que estariam dificuldades com anuência do prefeito Jô Silvestre.

Pensamos que com a pavimentação nossa vida iria melhorar já que antes enfrentamos muitos buracos e valetas que danificaram os veículos. A via foi pavimentada melhorando o trajeto. Após alguns dias se deparamos com várias placas proibindo que caminhões trafegasse por aquele local”.

Ronald chegou a revelar que chegou a ser multado. “Devido a dificuldade de transitar pelas vias dentro da cidade, continuei a utilizar a via que foi recentemente pavimentada e fui abordado pela PM para multar e apreender o caminhão”.

Ele disse ter procurado o secretário de Transportes, Alexandre Nigro e disse não ter sido bem tratado. “O secretário me disse que naquela via somente poderia transitar veículos leves e eu disse a ele a dificuldade em transitar pela Avenida Paranapanema, acessar a Rua Acre até chegar a rodovia. Existe muito riscos de acidente, mas com arrogância e autoritarismo ele disse que os caminhões proibidos de circular pela via”.

O motorista revelou ainda que Nigro teria sugerido que era pra ele ir até Itatinga, para retornar para Avaré e poder descarregar. “Isso aumentaria a despesa e o tempo de viajem. Isso ostra o despreparo e incapacidade do secretário, obstruindo o escoamento de grãos”.

Ele disse ainda que o secretário teria ameaçado colocar em prática uma portaria que proibiria o trânsito de veículos pesados pelas vias da cidade. “Ele ameaçou colocar em prática uma portaria que os veículos pesados não poderiam circular nas vias da cidade”.

O profissional disse ter procurado o secretário de Agricultura, Ronaldo Vilas Boas que teria informado que uma solução seria tomada para revolver o caso. O secretário teria informado que as multas aplicadas ficariam suspensas, porém não teria sido isso que aconteceu. “Ele disse que as multas estariam suspensas, mas fiquei sabendo que as multas estão válidas. Não temos como trabalhar em paz”, finalizou.

O presidente da Câmara, vereador Francisco Barreto, mostrou o plano de campanha do prefeito Jô Silvestre, onde afirmava que iria construir um anel viário para para facilitar escoamento de grãos”.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *