OBRAS NO COSTA AZUL CONTINUAM PARALISADAS

05/02/2019

Iniciadas em junho de 2012, durante a administração do ex-prefeito Rogélio Barcheti, as obras de construção do calçadão do Balneário Costa Azul, em Avaré, estão longe de terminar, o que vem gerando descontentamento de moradores e turistas.

Segundo levantamento do A Voz do Vale, em 2013 os fiscais do Departamento de Apoio aos Estâncias Turísticas (Dadetur) verificaram que ocorreram falhas na execução do projeto original. Com isso, foi determinada a paralisação até que as obras fossem adequadas ao projeto original.

Na época, a obra estava orçada em mais de R$ 2,3 milhões. Segundo informações, a empresa de São Paulo estava sendo responsável pela obra teria seguido o projeto gráfico quando teria que seguir as especificações do memorial descritivo. A Secretaria de Planejamento e Obras era a responsável por fiscalizar a obra. Porém, os engenheiros do município não teriam detectado o problema.

Diversas melhorias estavam previstas no Costa Azul, como a construção do calçadão, construção de quiosques com banheiros, a pavimentação da Avenida Costa Azul e algumas vias do bairro, bem como a construção de bueiros para captação de águas pluviais, construção do posto dos Bombeiros (salva-vidas), a iluminação do calçadão com a instalação de refletores e também o paisagismo, onde árvores tipo palmeiras deveriam ser plantadas.

ABANDONO – A reportagem do A Voz do Vale esteve no local no domingo, dia 27, e pode verificar a paralisação das obras. Apenas um dos 4 quiosques está quase concluído. Os outros estão abandonados, se deteriorando com o tempo.

Segundo moradores, algumas pessoas estariam utilizando o local para a prática de sexo e, até mesmo, para o uso de drogas.

A reportagem verificou ainda que parte do calçadão está cedendo, podendo gerar acidentes com pedestres. O paisagismo também não foi finalizado e nem mesmo a construção do posto dos Bombeiros foi iniciada.

OUTRO LADO – Em agosto de 2017, o Conselho Municipal do Turismo (Comtur) revelou, no Semanário Oficial, que a revitalização do Costa Azul estaria paralisada devido à desistência da empresa Socram.

A Prefeitura estaria aguardando um parecer jurídico do Departamento de Licitações. “Está sendo elaborada pela Secretaria de Planejamento uma nova planilha orçamentária para aprovação do Dadetur (órgão estadual responsável por liberar recursos para as estâncias) para posteriormente realizar uma nova licitação para o término na obra”, destacou na época.

Já o Calçadão da Costa Azul foi paralisado na parte final do projeto devido à desistência da empresa. O valor da obra passa dos R$ 740 mil.

Na quinta-feira, dia 31, o A Voz do Vale voltou a questionar a Prefeitura sobre a paralisação das obras. Em nota, a Secretaria de Obras informa que está finalizando novo processo licitatório com o objetivo de concluir o projeto de melhorias da orla do bairro. “O contrato anterior não foi cumprido pela antiga licitante e novo processo teve que ser desencadeado”.

Porém, a Secretaria não revelou quando as licitações ocorreriam e se teria um prazo para as obras, que tiveram início há 7 anos, serem reiniciadas.

Fonte: A Voz do Vale

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *