MINISTRO ASSINA CONVÊNIO PARA TRANSPOSIÇÃO DE VIA FÉRREA EM AVARÉ

11/08/2017

Uma ordem de serviço para a transposição de uma via férrea foi assinada pelo ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, na quinta-feira, dia 10. A cerimônia ocorreu na antiga estação ferroviária, no Bairro Água Branca.

De acordo com a Secretaria de Aviação Civil, a meta é construir uma passagem inferior de 65 metros para interligar as ruas Alagoas e Paulo Fernando Ward, que fica localizada na Brabância.

O objetivo da obra é para melhorar melhorar o tráfego de veículos. Ainda segundo a Secretaria de Aviação Civil, o valor do investimento é de R$ 6,7 milhões e a conclusão está prevista para o segundo semestre de 2018.

Segundo Maurício Quintella, essa é uma obra muito esperada e o momento é de celebrar: “Temos um gargalo muito grande aqui, que impede o desenvolvimento econômico e imobiliário da região. Por isso, os recursos investidos são fundamentais para o povo de Avaré”, afirmou.

Além do ministro, a solenidade contou com a presença dos deputados Milton Monti (Federal) e Ricardo Madalena (Estadual), além do prefeito de Avaré, Jô Silvestre, vereadores, secretários e diretores do DNIT. Também marcaram presença prefeitos e vereadores de várias cidades da região.

As obras devem começar em 30 dias após a assinatura da ordem de serviço. A empresa contratada será a Preserva Engenharia Ltda e para a supervisão Ambiente Brasil Engenharia Ltda.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

  • OpiniaoDoSaraiva

    Antes tarde do que nunca. Essa passagem estudada há décadas é essencial para a estrutura viária da cidade, será bom planejar outras passagens para os anos seguintes. Irônico é ver o ministro de transporte condenado na operação gabiru ao lado de uma ferrovia abandonada, acompanhado por um deputado estadual ex-superintendente do Dnit condenado no passado por peculato em sua cidade e outro deputado federal da região, autor da emenda dessa obra, eleito graças à votação do Tiririca, investigado no inquérito que apura irregularidades nas obras da ferrovia Norte-Sul e que ajudou com seu SIM a livrar o presidente das acusações do MPF.

    • Margaret Lima

      Pelo que se vê nos comentários Opinião do Saraiva, todos que compõe a equipe de governo estão comprometido com a justiça. esse Brasil vai mal.