MESMO COM CASOS CONFIRMADOS DE H1N1, VIGILÂNCIA NEGA ANTECIPAR VACINAÇÃO

19/04/2016

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Avaré, Denise de Oliveira, descarta a possibilidade de antecipar a campanha de vacinação contra gripe após a confirmação de dois casos.

Em entrevista à TV TEM na segunda-feira, dia 18, Denise afirmou que os casos de gripe H1N1 são insuficientes para fazer a antecipação. A vacinação começa em 30 de abril.

“A Prefeitura não antecipa, porque esse protocolo é através do Ministério da Saúde. E o ministério avalia antecipar ou não, e o nosso município não está em caso de necessidade extrema”, explica.

Os dois casos confirmados da doença foram divulgados nesta segunda-feira e aconteceram no início deste mês. Os pacientes são um casal de gêmeos, de 6 anos. De acordo com o órgão, as crianças reagiram bem ao tratamento e já estão em recuperação nas próprias casas.

A doença foi confirmada por meio de exame clínico, isto é, após avaliação médica, afirma a vigilância. Segundo a equipe, a família dessas crianças passa por monitoramento para evitar um surto da doença.

CASOS SUSPEITOS – Ainda segundo a Vigilância Epidemiológica, há dois casos suspeitos de gripe H1N1 em Avaré. São duas mulheres, de 55 e 56 anos, moradoras do município. A mulher de 55 anos também teve a doença no início do mês, e já se recupera. Já a mulher de 56 anos está internada na Santa Casa do município, mas sem correr riscos, afirma o órgão.

Os exames das duas são avaliados no Instituto Lutz em Sorocaba. Não há prazo para o resultado, conclui a Vigilância Epidemiológica.

CAMPANHA – A vacinação contra gripe começa em 30 de abril e segue até 20 de maio em Avaré. Na rede pública, a campanha será destinada para grupos prioritários, como crianças de seis meses a cinco anos; gestantes; idosos; profissionais da saúde; povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas ou de enfermidades que comprometam o sistema imunológico.

Todas as unidades de saúde do município realizarão o atendimento à população das 8h às 17h. A vacina não é indicada para pessoas que já tomaram anteriormente e tiveram algum tipo de reação, como choque anafilático. Quem teve reação adversa após a aplicação também deve evitar.

Fonte: G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.