FUNCIONÁRIOS DA PREFEITURA NÃO DEVERÃO TER REAJUSTE EM 2018

06/03/2018
Assim como em 2017, os funcionários da Prefeitura de Avaré não deverão ter reajustes nos salários este ano. Além disso, os servidores também podem ficar sem a correção inflacionária no vencimentos.

A informação foi levada ao conhecimento da população pelos vereadores Ernesto Albuquerque e Francisco Barreto, durante a sessão ordinária da Câmara, realizada na segunda-feira, dia 5.

Além da crise financeira que assola a cidade, o problema maior seria que a Prefeitura estaria com 52,4% do limite prudencial, ou seja, acima dos 49% indicados pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP). Com isso, o município não poderia conceder a correção da inflação ou reajuste ao funcionalismo público municipal.

Segundo Ernesto Albuquerque, a Secretaria da Fazenda estaria fazendo contas para tentar dar, pelo menos, a correção da inflação nos vencimentos.

Com o limite prudencial de gasto com o funcionalismo acima do permitido, a única forma da Prefeitura conceder os benefícios seria fazer cortes. Um das saídas encontradas pelo executivo seria a terceirização da coleta de lixo, onde o município economizaria com o pagamento de horas extras e da insalubridade aos 88 servidores que trabalham no setor.

Ainda segundo Ernesto, o secretário da Fazenda, Itamar Araújo teria assinalado a possibilidade da Prefeitura promover um geo-processamento e promover o aumento de impostos.

O petista disse que a defasagem nos salários dos funcionários ocorreu por “culpa” do ex-prefeito Joselyr Silvestre, pai de Jô Silvestre que, durante os 8 anos em que governou a cidade, não teria concedido nenhum reajuste ou correção inflacionária nos vencimentos.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *