AUXILIARES DA EDUCAÇÃO PROMETEM PARALISAR SERVIÇOS EM CRECHES

Auxiliares de Desenvolvimento Infantil (ADI), que atuam na Rede Municipal de Educação, prometem uma paralisação de seus serviços na próxima segunda-feira, dia 22. A decisão foi tomada em assembleia com representantes da categoria no último dia 13. 

Os profissionais Infantil pleiteiam a cessão de Equipamentos de Proteção Individual (EPI)para a realização de seus serviços, além da contratação de professores especializados no trato com as crianças. “Precisamos lembrar que os ADIs realizam trabalhos gerais, ou seja, eles trocam, cuidam, limpam e suprem todas as necessidades das crianças atendidas nas unidades. Os responsáveis pela Educação Avareense precisam atentar para esses detalhes imediatamente, pois a Saúde e o Bem Estar, tanto das crianças como dos funcionários, está em jogo”, destacou o presidente do Sindicato, Leonardo do Espírito Santo.

O encontrou contou com a participação de 53 profissionais que trabalham nos Centros Educacionais Infantis: Geraldo Benedete, Maria Isabel Domingues Leal, Jandira Pereira, Carolina Puzziello, Adalgiza Ward e Dona Bidunga.

A reunião, todos os ADIs presentes souberam que poderão ter o dia descontado por conta da paralisação, ficando a decisão a cargo do responsável pela Prefeitura de Avaré. Mesmo de posse dessa informação, a decisão pela suspensão temporária dos serviços foi unânime.

Também ficou acordado que os mesmos funcionários colocaram faixas com as reivindicações em suas unidades, além de trabalharem com uma faixa preta nos ombros para demonstrar a insatisfação dos profissionais com as atuais condições oferecidas pela Prefeitura.

“Os pais de família avareenses precisam saber da realidade das creches que acolhem os seus filhos diariamente e também das condições de trabalho dos funcionários destas unidades. Se algo ainda está sendo feito é mais por boa vontade dos servidores, pois a Prefeitura não é capaz de dar os materiais básicos para o pleno desenvolvimento dos serviços nas unidades”, destacou o presidente do Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos Municipais de Avaré e Região, Leonardo do Espírito Santo.

Os profissionais prometem realizar uma manifestação nas imediações do Paço Municipal. Eles decidirão se entram em greve.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.