ALTA NO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS ASSUSTA MOTORISTAS EM AVARÉ

08/01/2018
Depois de mais um aumento, o preço da gasolina está assustando motoristas em Avaré. Em alguns postos, o preço da gasolina chega a R$ 4,20.

Em novembro, o preço cobrado na cidade era cerca de R$ 3,79, ou seja, em dois meses houve um aumento de mais de 40 centavos.

O preço do etanol também disparou. Dos R$ 2,79 cobrados em dezembro, o preço já superou os R$ 3 em alguns postos da cidade.

BOICOTE – Indignados com o preço da gasolina, que chegou a R$ 4,84 nas bombas — preço considerado por eles como exorbitante e um dos mais caros do país —, moradores de Volta Redonda, no Sul do estado do Rio de Janeiro, iniciaram um boicote inédito aos postos de combustíveis.

Pelas redes sociais, instituíram o chamado “Calendário Selvagem” (em alusão ao filme `Relatos Selvagens´, que aborda atos de vingança contra abusos), no qual listaram os 23 maiores estabelecimentos do ramo na cidade. Identificado por cores, diariamente, de segunda a sexta, quatro postos são boicotados pelos manifestantes.

“Você também está indignado pelo aumento abusivo no preço do combustível? Mais ainda por morar em Volta Redonda, onde se tem praticado um dos maiores, senão o maior valor do combustível do Brasil? Bem, para que haja mudança, é preciso fazer algo diferente e inteligente. Se for para incomodar que seja para incomodar o cartel e não os usuários”, diz um trecho do texto que circula pelo WhatsApp e redes sociais, com imagens do calendário e a lista dos postos, com os respectivos dias da semana a serem boicotados. “O calendário não tem prazo de validade. Não se omita. Faça sua parte. Este movimento é coletivo e de combate à injustiça praticada em Volta Redonda”, ressalta outro trecho.

Volta Redonda está entre as dez cidades como maior frota de veículos do Brasil. Segundo último levantamento da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, entre 2001 e 2015, a frota cresceu 136%, contra 7,17% da população. No total são mais de 91 mil automóveis e 14 mil motos emplacadas 08no município, que tem quase 400 mil moradores. Ou seja, cerca de quatro habitantes por veículo, em média.

“Não aguentamos mais. Estamos sendo extorquidos pelos postos de combustíveis e nenhuma autoridade toma providências”, desabafou o pintor José Roberto da Silva, 45 anos. “O único Jeito é boicotar mesmo os estabelecimentos”, completou o funcionário público Mirantão Duarte Felipe.

Em Avaré, não está descartada uma manifestação contra os aumentos dos combustíveis.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.