“É FALCATRUA, CORRUPÇÃO”, DISPARA ZIROLDO SOBRE POSSÍVEL FRAUDE EM LICITAÇÃO

19/04/2016

Durante a sessão da Câmara de Avaré de segunda-feira, dia 18, o vereador Denilson Ziroldo falou sobre uma matéria que foi manchete do jornal A Voz do Vale, onde revela uma denúncia que teria ocorrido em processos licitatórios ligados a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Semads).

Segundo o jornal, um boletim de ocorrência foi lavrado em fevereiro deste ano por falsidade ideológica. O empresário alega nunca ter participado de nenhuma licitação na Prefeitura de Avaré e ainda afirma que sua empresa, a Oliveira e Pontes Consultoria Ltda, está inativa há cerca de oito anos.

O empresário Evandro José de Oliveira, de 35 anos, afirma que teve ciência que seu nome estava envolvido no “escândalo da Semads” através de matéria veiculada no site do Legislativo de Avaré.

No boletim de ocorrência, Oliveira narra que esteve na Câmara de Avaré e foi informado pelo diretor do Legislativo, Cristiano Porto Ferreira, de que seu nome e de sua empresa aparecem na sindicância do caso Semads.

No boletim de ocorrência, Evandro Oliveira anexou uma declaração protocolada na Câmara de Avaré onde afirma que nunca participou de nenhum processo licitatório na Prefeitura de Avaré, e tão pouco forneceu qualquer orçamento para a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.

A empresa de Evandro Oliveira é uma das supostamente ligadas ao nome de Cristiano Vinícius Camilo, que, no ano de 2013, realizaram mais de 40 empenhos na Prefeitura de Avaré.

Há suspeita de possíveis preços superfaturados e um conluio entre as empresas que prestaram serviços principalmente para a Secretaria de Assistência em Desenvolvimento Social. “Eu denuncie essa falcatrua e disseram que era mais uma denúncia infundada minha. De infundada essa denúncia não teve nada. Essa empresa está inativa há 8 anos e como está participando de licitações em Avaré? Alguém usou o nome dessa empresa indevidamente para vencer processos licitatórios”, destacou Ziroldo.

O vereador criticou o fato de a Prefeitura ter aberto uma sindicância para investigar os funcionários do setor de licitações. Ele estranhou o fato da secretária de Administração, Deira Visentin não ter sofrido sanções do prefeito Poio Novaes.

“Na Sindicância foi apurado que os responsáveis foram algumas empresas que participaram das licitações. Agora o que eu estranho é o prefeito investigar os funcionários e não tomar providências em relação a secretária Deira. Os funcionários denunciaram e estão sofrendo sanções do prefeito e a Deira nada. Mais uma vergonha deste desgoverno”.

O site Avaré Urgente tentou falar com representantes da Prefeitura, mas os celulares caíram na caixa postal.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.