VOTAÇÃO DO PROJETO QUE REAJUSTAVA SALÁRIO DE MÉDICOS É ADIADA

07/08/2018
Por 9 votos contra 4, os vereadores da Câmara de Avaré decidiram adiar a votação do projeto que elevaria o nível dos médicos especialistas de 15 para 16, o que reajustaria o salário dos profissionais.

Votaram contra o projeto de adiamento os vereadores: Roberto Araújo, Carlos Estati, Jairinho do Paineiras e Coronel Morelli.

O maior empecilho seria o fato do prefeito Jô Silvestre conceder o reajuste para somente uma categoria, deixando o restante dos quase 2,8 mil funcionários municipais. “Não adianta maquiar a cidade se coisas básicas não estão funcionando. Estamos preocupado com o valor dos vencimentos dos médicos”, destacou a vereadora Marialva Biazon.

A vereadora do PSDB destacou ainda que a Prefeitura não teria cumprido um acordo verbal que teria sido firmado com o secretário da Saúde, Roslindo Machado. “Esse projeto deu entrada em abril e naquele momento. Fizemos uma reunião com o secretário de Saúde e ele demostrou interesse em resolver a situação. Tínhamos deixado acertado que votaríamos o projeto desde que a administração tivesse o mesmo empenho com o funcionalismo como um todo”.

Ainda segundo a parlamentar, o prefeito não teria alterado o projeto em uma tentativa de jogar a responsabilidade aos vereadores. “Médicos não falam somente do salário, mas sim da imposição de cumprir horário. Essa é uma tentativa de, posteriormente, recair sobre nós a mácula de não votarmos esse projeto e os médicos deixem de atender. Não podemos dar reajuste somente para uma categoria, sendo que a fonte pagadora é a mesma”, finalizou.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.