VEREADORES DA BASE VOLTAM ATRÁS E REDUÇÃO DO RECESSO DE VEREADORES É REJEITADA

26/08/2019

Após ser aprovado por unanimidade em primeira votação, o projeto que visava reduzir o recesso dos vereadores de 88 para 31 dias foi rejeitado durante a sessão ordinária realizada na segunda-feira, dia 26 de agosto.

Durante a votação em segundo turno, os vereadores que formam a base de apoio ao prefeito Jô Silvestre voltaram atrás e acabaram indo contra a propositura. Como eram necessários 9 votos, o projeto foi rejeitado.

Votaram contra o projeto os vereadores: Alessandro Rios, Ivan da Comitiva, Jairinho da Paineiras, Carlos Estati, Roberto Araújo e Coronel Morelli. Foram favoráveis a redução do recesso: Barreto do Mercado, Ernesto Albuquerque, Toninho da Lorsa, Marialva Biazon, Cabo Sergio, Flávio Zandoná e Adalgisa Ward.

Um dos motivos alegados por alguns vereadores da base para votarem contra é o fato, seria de funcionários do legislativo que teriam levantado preocupação, já que as férias deles ficariam restritas a período de recesso dos parlamentares o que, em tese, iria prejudicar o andamento administrativo da Câmara.

Com isso, o recesso continua sendo de 88 dias, podendo chegar a 90 dias. A reprovação do projeto vai contra o que a maioria da população esperava, já que a propositura foi sugerida por maçonarias, rotarys, OAB, entre outros.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *