VEREADORA PEDE PARCERIA COM INSTITUTO LEGISLATIVO

12/12/2016

Como está deixando o Legislativo, depois de 16 anos, a vereadora Rosângela Paulucci (PMDB) está pedindo a futura Mesa Diretora da Câmara, que será eleita em 01º de janeiro, que estabeleça parceria com o Instituto do Legislativo Paulista e também com a Escola do Legislativo, esta última, tendo como referência o que acontece na cidade de Araraquara.

Em funcionamento desde 2013, a Escola do Legislativo é um órgão da Câmara Municipal de Araraquara, dedicado ao aprofundamento do conhecimento, não apenas de vereadores, assessores e servidores, como também da sociedade em geral.

De acordo com ofício de Rosângela Paulucci, a Escola promove mesas redondas, cursos, oficinas e seminários voltados para a formação política e a capacitação dos cidadãos. “Desde a sua criação, já realizou eventos relacionados às mais variadas áreas, como violência contra a mulher, comunicação política na era digital, conhecimentos previdenciários e lei de acesso à informação”, explica a vereadora.

INSTITUTO – O Instituto do Legislativo Paulista (ILP) tem por missão “Produzir, agregar e disseminar conhecimento, contribuindo para o aperfeiçoamento do Poder Legislativo e da democracia no Estado de São Paulo”.

Constitui, assim, um importante espaço de formação, produção de conhecimento multidisciplinar e troca de experiências entre a sociedade e o Poder Legislativo paulista, tendo como eixos estratégicos: ensino, espaço de capacitação e disseminação de conhecimento; pesquisa, oferecimento de subsídios de cunho técnico-científico para orientar a ação do Poder Público no Estado; cultura e educação para a cidadania, fornecimento à população do Estado de informação e instrumentos para o exercício consciente da cidadania; e comunicação institucional, divulgação de ações e programas do ILP, que buscam estabelecer uma interlocução entre o conhecimento produzido pela sociedade e o resultado obtido através do debate político.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.