VEREADOR CASSADO E EX-PREFEITO SÃO INDICIADOS EM CERQUEIRA CÉSAR

07/06/2018
A Polícia Civil de Avaré concluiu o inquérito sobre um suposto pagamento de propina envolvendo o ex-vereador de Cerqueira César, Luiz Fernando dos Santos (MDB), e Dirceu Zaloti, irmão do ex-prefeito, Marcos Zaloti que também teve o mandato cassado.

Segundo a polícia, Dirceu foi indiciado por corrupção ativa e Luiz Fernando por corrupção passiva. Se condenados, os dois podem pegar de dois até 12 anos de prisão.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Sérgio Lemos de Oliveira, a investigação foi feita a pedido de Ministério Público, que recebeu a denúncia sobre um vídeo em que aparece Dirceu entregando dinheiro para Luiz Fernando.

A denúncia também foi apurada por uma Comissão Processante na Câmara de Vereadores , que terminou com a cassação do mandato de Marcos Zaloti por 10 votos contra 1 e do mandato de Luiz Fernando dos Santos por nove votos contra dois.

A Delegacia Seccional de Avaré levou três meses para concluir o inquérito e o delegado afirma que, de acordo com as investigações, o dinheiro recebido pelo ex-vereador era pagamento de propina para que ele apoiasse o então prefeito Marcos Zaloti em votações na Câmara.

Ainda segundo a polícia, o vídeo teria sido gravado no começo de 2017 pelo próprio Dirceu para possivelmente chantagear o ex-vereador caso ele não apoiasse o ex-prefeito.

A polícia também concluiu que o vídeo teria sido gravado dentro da garagem da prefeitura. No inquérito, vereadores que prestaram depoimento disseram que, num primeiro momento, Luiz Fernando dos Santos era oposição do prefeito na Câmara.

Inclusive, fez parte de uma comissão especial de investigação que apontava possíveis irregularidades no contrato para o conserto de ônibus escolares e, em seu relatório, pedia a abertura de uma comissão processante que na época poderia levar a cassação do ex-prefeito Marcos Zaloti.

Porém, no dia da votação ele votou contra. Para a polícia isso é prova do pagamento de propina.

O delegado disse ainda que não foi feita perícia no vídeo porque só existe cópia do material. Porém, além do vídeo, depoimentos de testemunhas e dos envolvidos foram suficientes para o indiciamento dos dois.

Agora, um relatório com o resultado do inquérito vai ser encaminhado ao MP. A reportagem da TV TEM entrou em contato com Dirceu Zanoti e ele reafirmou o que disse em depoimento, ou seja, que o dinheiro era para pagamento de dívida e não de propina.

A reportagem também entrou em contato com o Luiz Fernando dos Santos, mas não teve retorno. Para a polícia, ele também disse que o dinheiro era recebimento de dívida. O ex-prefeito Marcos Zaloti disse que não vai se pronunciar.

Fonte: G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.