URUGUAIA ACUSADA DE ATROPELAR POLICIAIS DIZ QUE FUMAÇA DE CAMINHÃO A FEZ PERDER O CONTROLE DO VEÍCULO

03/05/2018
A mulher presa suspeita de atropelar dois policiais militares, na terça-feira, dia 1º de maio, em Piraju, disse em depoimento à Polícia Civil que a fumaça de um caminhão atrapalhou uma ultrapassagem e por isso ela teria perdido o controle do veículo.

De acordo com a polícia, a uruguaia de 49 anos disse que antes do acidente estava atrás de um caminhão que soltava muita fumaça e que durante uma tentativa de ultrapassagem não conseguiu voltar para a pista onde estava.

Ainda segundo a motorista, foi neste momento que ela teria perdido o controle do veículo, invadido o acostamento e atropelado os policiais.

Em audiência de custódia realizada na tarde desta quarta-feira (2), a Justiça determinou que a mulher pegue R$ 500 de fiança e responda em liberdade pelos crimes de lesão corporal culposa e por fugir do local do acidente.

O subtenente Nielson Aparecido Rodrigues da Silva foi socorrido e exames apontaram que ele não sofreu lesões que causam transtornos neurológicos. Ele foi inicialmente atendido no hospital em Piraju e, em seguida, transferido à unidade de Ourinhos, onde está internado.

Já o cabo Moacir Jamaico Kamaguso, sofreu uma torção no tornozelo, além de pequenas escoriações pelo corpo. Ele também foi atendido em Piraju, mas já recebeu alta. A motorista não informou à polícia o motivo de ter fugido do local. Um exame toxicológico foi realizado e não apontou nenhuma alteração ilícita na motorista.

ACIDENTE – Os policiais faziam uma blitz de rotina de volta do feriado prolongado do Dia do Trabalhador no quilômetro 321, quando a motorista invadiu o acostamento e atingiu a dupla.

A polícia disse ainda que a motorista fugiu sem prestar socorro, porém, ela foi detida por outro policial que também fazia patrulhamento pela rodovia.

Fonte: G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.