SEM TEMPO DE IR AO HOSPITAL, PAI FAZ PARTO DA PRÓPRIA FILHA

01/02/2019

Uma mulher entrou em trabalho de parto e como o bairro onde mora fica um pouco distante do hospital, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e da central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o pai teve que ajudar a criança a vir ao mundo, na residência do casal, em Agudos, de acordo com o perfil do jornalista Paulo Franco no Facebook.

Anderson Kauê de Oliveira Ribeiro percebeu que a sua esposa, Tainá Ferreira Rodrigues, 22 anos, entrou em trabalho de parto e que o bebê já ia nascer. Ele tomou a decisão de deitá-la no sofá da sala e ali mesmo fez todos os procedimentos do parto.

Sem ter nenhuma experiência, ele ajudou a filha a nascer. Quando o pessoal do Samu chegou, o bebê já estava no colo da mãe e ainda com o cordão umbilical. Os profissionais do serviço de urgência terminaram os procedimentos.

O bebê nasceu saudável, com 2,740 kg e 47 centímetros. A menina recebeu o nome de Adrielly Sophia Ribeiro.

Uma vizinha do casal, Cristiane de Souza Carneiro, que foi chamada para ajudar o pai, relatou os momentos de emoção vividos pelo jovem casal. Segundo ela, o marido fazia o parto e ao mesmo tempo acalmava a sua esposa. “Juntos, eles choravam de emoção e alegria ao ver e ouvir o choro do bebê”.

Anderson disse que nunca sentiu tanta emoção e que este fato vai ficar marcado para o resto de sua vida. “Agradeço a Deus por ter me dado tanta coragem e tudo ter dado certo”.

Mãe e filha foram levadas ao hospital para outros cuidados e passam bem.

Fonte: JC Net

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *