REUNIÃO DEFINE FUTURO DOS CAMPEONATOS DA ABQM EM AVARÉ

23/02/2018

A Associação Comercial Industrial e Agropecuária de Avaré (Acia) realizou, na quarta-feira, dia 21, uma reunião com representantes da Associação Brasileira do Cavalo Quarto de Milha (ABQM).

Além do presidente da Acia, Cassio Jamil Ferreira, o encontrou contou com a presença do vice-presidente da ABQM, Abelardo Mendes, criadores da cidade, o presidente da Câmara, Toninho da Lorsa e representantes de um grupo hoteleiro.

Durante a reunião, Abelardo explanou sobre as reivindicações para que os eventos quartistas não migrem para a cidade de Araçatuba. “Precisamos atender algumas reivindicações, quanto ao parque, voltadas as necessidades de alojamento e melhor acomodação, como um exemplo banheiros próximos a pista e melhores estruturas para banho”, explicou.

Ainda durante o encontro, vários outros pontos foram enumerados pelo representante da ABQM e pelos próprios criadores, relatos de quartistas que utilizam a estrutura da cidade, desde as acomodações de hotéis até a estrutura do parque, com seus trailers. “Existe um elogio muito forte sobre a cidade e comércio avareense numa forma geral pelos turistas quartistas, mas existe um descontentamento por parte do serviço da rede hoteleira e principalmente da estrutura de banheiro do parque”, explicou o vice-presidente.

Depois de ouvir as reivindicações de todos, os representantes do grupo hoteleiro avareense esclareceram alguns pontos, quanto a cobrança das tarifas, a demanda de oferta e procura, o aumento dos custos operacionais dos hotéis, justamente para atender as necessidades e exigências exclusivas do turista quartista.

O presidente da ACIA, Cassio Jamil Ferreira intermediou sobre essa situação e ficou resolvido que a própria associação realizará um registro de preços dos hotéis da cidade e ela fornecerá à ABQM com um maior detalhamento de informações quanto aos hotéis e suas estruturas de hospedagem. “Vamos criar um canal de comunicação entre as necessidades da ABQM e os serviços prestados na cidade”, afirmou Cassio.

Sobre as necessidades estruturais do Parque, ficou decidido pela diretoria da ACIA que ocorrerá uma junção e união de forças para que sejam atendidas. “Precisamos nos unir com um objetivo único e claro que é a permanecia 100% da ABQM na cidade, então vamos junto com o poder público e privado melhorar as necessidades do Parque. Pois dessa forma a cidade como um todo vai ganhar”.

Cassio ressaltou que a ABQM gera valores diretos e indiretos para a economia local. “Precisamos pesar na balança não apenas os valores diretos que os eventos deixam no município, mas a quantidade de empregos diretos e indiretos que são gerados durante a ABQM”.

Para finalizar Jamil afirma que essa reunião foi apenas o inicio de um grande trabalho de união, para atender não apenas a ABQM, o fortalecimento do turismo rural da cidade.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.