PROFESSORA É ACUSADA DE AGREDIR CRIANÇA DE 5 ANOS EM CRECHE DE AVARÉ

01/04/2019

Uma mãe procurou o Jornal A Voz do Vale para fazer uma grave denúncia. Segundo B.L.C.O., seu filho, de apenas 5 anos, teria sido agredido por uma professora do Centro de Educação Infantil (CEI), Jandira Pereira, em Avaré. O fato teria ocorrido no dia 22 de fevereiro, porém somente foi revelado nesta semana.

Um boletim de ocorrência foi lavrado no dia 27 de fevereiro, após, sendo a mãe, nenhuma providência ter sido tomada pela Secretaria Municipal de Educação. No documento a mãe narra que seu filho teria sido agredido na CEI Jandira Pereira, que fica localizara no Vera Cruz, durante o período de aula.

Ela relata ainda que quando foi buscar o filho na “creche”, ele teria relatado que havia sido agredido por sua professora. Diante dos fatos, a mãe solicitou as imagens do sistema de monitoramento da CEI Jandira Pereira que foram disponibilizadas pela unidade.

Segundo a mãe, nas imagens, é possível ver o momento em que o filho está junto com outras crianças, momento em que a professora levanta a criança e o arremessa ao chão.

Um formulário de denúncia foi preenchido pela mãe, com número de protocolo 08/2019, na Secretaria Municipal de Educação. No documento, a mãe relata todo o ocorrido e solicita as imagens das câmeras de segurança que foram liberadas no dia 26 de fevereiro.

“O fato ocorreu numa sexta-feira. Já na segunda-feira (dia 25 de fevereiro) mandei recado para a professora dizendo que precisava falar com ela, porém o dia que eu fui ela não estava”, disse. Ela destacou que, diante da ausência da professora, conversou com a coordenação e a direção da unidade, onde foi informada que as câmeras seriam analisadas.

“No dia seguinte (dia 26 de fevereiro) recebi uma ligação da creche dizendo que era para eu comparecer na unidade. Quando cheguei, me mostraram as imagens onde é possível ver todos os alunos em pé, inclusive meu filho, porém nenhum (aluno) estava fazendo bagunça. Estavam conversando quando a professora se aproximou do meu filho, o pegou pelo braço e jogou contra o chão com força. Depois disso meu filho levanta de cabeça baixa e vai até sua carteira se sentar”, disse a mãe.

Informações obtidas pelo A Voz do Vale dão conta que um grupo de mães teria comparecido na delegacia, na sexta-feira, dia 29 de março, onde teriam sido informadas sobre a existência de outros três boletins de

ocorrência de agressão contra a mesma professora. Elas pediram agilidade nas investigações.

OUTRO LADO – Questionada sobre o fato a Prefeitura, por meio da Secretaria de Comunicação informou que a “Secretaria da Educação abriu um processo administrativo disciplinar para apurar os fatos. O caso já está sob a análise da Procuradoria do Município que dá andamento ao processo de apuração. Imagens do circuito interno da unidade foram anexadas ao procedimento”, finaliza a nota.

Em setembro de 2018, uma professora da CEI Camila Negrão foi afastada após câmeras de segurança terem flagrado ela sendo agressiva com algumas crianças da unidade. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil de Avaré.

Fonte: A Voz do Vale

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *