POSSÍVEL PRIVATIZAÇÃO DO VELÓRIO MUNICIPAL PREOCUPA CÂMARA

Durante a sessão da Câmara de Avaré, que foi realizada na segunda-feira, dia 30, o presidente e vereador, Denílson Ziroldo, apresentou um requerimento questionando o chefe do executivo sobre a possibilidade da terceirização do Velório Municipal da cidade.

“Essa possível terceirização do Velório Municipal não seria benéfica às pessoas mais carentes de nossa cidade, aquele pessoa que não tem condições. Não vejo com bons olhos este ato que está se ventilando na cidade”, destacou Ziroldo.

Outros dois vereadores do PT, Ernesto Albuquerque e Francisco Barreto, que fazem parte da base de apoio ao prefeito Poio Novaes, se colocaram contrários à suposta terceirização. “Também não vejo com bons olhos essa possível terceirização do Velório Municipal. Acho que a classe menos favorecida seria atingida diretamente”, disse Barreto.

Já Ernesto lembrou que anos atrás o serviço funerário era realizado pelas próprias funerárias, onde taxas eram cobradas. “Antigamente não tínhamos o Velório Municipal e duas funerárias de Avaré faziam esse serviço. Quando foi instalado o Velório na cidade, tudo foi transferido para o Velório. Também não sou favorável a essa suposta terceirização”.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.