POLICIAL E CUNHADO SÃO SUSPEITOS DE DEGOLAR VIGIA

07/12/2016

Um policial rodoviário e o cunhado foram presos suspeitos de degolarem um vigia de 41 anos e esconder seu corpo. Segundo informações da Polícia Civil, a prisão da dupla aconteceu na segunda-feira, dia 5, em Capão Bonito, dois meses depois do sumiço da vítima. Ao ser detida, a dupla confessou o crime, de acordo com a polícia.

O corpo e a cabeça do vigia Adriano Marques de Carvalho foram enterrados separados em um trevo que dá acesso a Buri (SP). O crânio possuía marcas de que havia sido incendiado.

Ainda conforme a Polícia Civil, o vigia trabalhava para uma empresa de segurança que pertence ao policial rodoviário.
A vítima foi morta quando saiu de casa para receber pelos serviços em um encontro com o policial. A cobrança da dívida teria motivado o crime, segundo a polícia.

O policial rodoviário está preso no Presídio da Polícia Militar Romão Gomes, em São Paulo. Já o cunhado dele está preso no sistema prisional comum. O capitão Nelson Modesto da Silva, da Polícia Militar Rodoviária em Itapetininga, responsável pela base de Capão Bonito, não foi encontrado pelo G1 para comentar o assunto.

Os nomes dos dois suspeitos não foram informados pela Polícia Civil, que alegou que o caso está sob segredo de Justiça. O corpo foi velado e será enterrado nesta terça-feira (6) no cemitério de Capão Bonito.

Fonte: G1

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *