PAI E FILHO SÃO PRESOS SUSPEITOS DE INTEGRAREM QUADRILHA EM AVARÉ E ITAÍ

04/12/2018

Pai e filho foram presos na segunda-feira, dia 3 de dezembro, suspeitos de integrarem uma quadrilha que vende combustível adulterado em vários estados. As prisões ocorreram em Avaré e Itaí.

De acordo com a Polícia Civil, os policiais chegaram até os suspeitos após pedido da Polícia Civil de Espírito Santo, que está realizado a operação Lídima com o Ministério Público contra a organização criminosa acusada de fabricar, distribuir e vender combustível adulterado.

Os policiais encontraram o primeiro suspeito, de 64 anos, em Itaí. Já o filho dele foi preso em uma casa próximo da represa Jurumirim. Além disso, os policiais apreenderam documentos, celulares e notebooks.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, eles estão presos na delegacia de Avaré, e serão transferidos para o Espírito Santo nesta terça-feira, dia 4.

OPERAÇÃO – O objetivo da operação é desarticular uma organização criminosa que adulterava combustíveis. O grupo batizava gasolina e álcool com solvente e água. Até o fim da manhã, 14 pessoas foram presas.

Para quem abastecia nesses postos envolvidos no esquema o prejuízo era certo, porque esse combustível batizado danifica o motor e acaba mais rápido, ou seja, o carro abastecido dessa forma bebia mais.

A investigação também aponta a participação de usinas e postos no esquema. O combustível adulterado era vendido no Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso.

Na operação do Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção várias pessoas foram presas, além dos empresários Francisco Calezani e Adriano Scopel.

Fonte: G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.