“OS DESAFIOS FORAM VENCIDOS”, DIZ SECRETÁRIO DA SAÚDE DE AVARÉ

14/02/2018
Em entrevista concedida ao programa Direito e Cidadania, da Do Vale TV, emissora que vai ao ar pelo canal 10 da TV Cabo Mix, o secretário de Saúde de Avaré, Roslindo Wilson Machado destacou que os desafios que ele teria assumido no inicio de 2017, teriam sido vencidos.

“Quando assumi falei dos vários desafios, que seriam muito árduos e que eu acreditava que seria possível de serem vencidos e, sem falsa modéstia, moram vencidos. Falta muita coisa pra fazer, mas pegamos a saúde muito problemática”, disse.

Roslindo disse ainda que a cidade carece de médicos, porém destacou estar tentando resolver o problema. “Estamos reestruturando toda a saúde, vários postos de saúde já foram reestruturados, conseguimos trazer 8 médicos no programa Mais Médicos, pois carecemos de médicos. Estamos com 11 médicos e estamos abrindo para a contratação de especialistas, sendo dois cardiologistas, ortopedia e um psiquiátrico”.

Ele afirmou ter sanado o problema com a falta de medicamentos no município. Roslindo acrescentou ainda que muitos funcionários não estariam querer ajudar. “Fora isso nós conseguimos sanar o problema com medicamentos. Existem funcionários também que não gostam de ajudar. Nós temos um almoxarifado cheio de medicamentos. Estaremos divulgando uma lista enorme de medicamentos que temos disponíveis e vamos pedir para os profissionais prescreverem esses medicamentos”.

Em relação aos exames, existe uma má orientação de funcionários a pacientes. “Outro grande problema são os exames. Existe uma má orientação. Não está sendo bem orientado o nosso munícipe. Quando o paciente precisa de uma tomografia vai até o Postão, pois lá é que é agendado e dizem que a resposta é que o exame será marcado para um ano e não é assim. Os casos mais graves vão para mim na Secretaria. Eu não tenho uma tomografia lá parada. A gente consegue o agendamento bastante rápido”.

FROTA DA SAÚDE – Em relação a frota municipal, o secretário afirmou ter assumido com uma “meia ambulância” e que novos veículos foram adquiridos em 2017. “Na parte de veículos, nós pegamos uma frota, praticamente, muito ruim, em péssimo estado. Tinha uma meia ambulância, e nós compramos 4 novas, duas que vieram do Samu e mais duas e agora estamos com 8 ambulâncias”.

Ele revelou também que cerca de R$ 15 milhões estariam parados na Prefeitura desde o governo de Poio Novaes. “Quando assumimos, verificamos que cerca de R$ 15 milhões da gestão passada estavam paradas e estamos conseguindo dar andamento. Vou me reunir com a fazenda, contabilidade, tesouraria para fazer um levantamento, porque o dinheiro melhorará a saúde do município”.

Ele chegou a dizer ainda que parte da imprensa seria doentia e que o maior problema que estaria enfrentando seria a falta de dotação orçamentária. “O problema que estou tendo agora é com falta de dotação (orçamentária) e também os funcionários. A Saúde tem mais de 600 funcionários, só que quando você vai procurar esses funcionários, eu não sei onde estão. É uma carência muito grande. Nos faltam enfermeiros, técnico de enfermagem”.

A entrevista completa pode ser vista no canal da Do Vale TV no You Tube.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.