OBRAS NA SP-255 ESTARIA GERANDO PROBLEMAS A MORADORES

20/02/2017

Moradores do Bairro Colina Verde afirmam que a obra na Rodovia João Mellão (SP-255) foi a responsável pelo alagamento do bairro em janeiro deste ano. Segundo eles, durante trabalhos na pista, foram fechados lagos captadores de água da chuva, o que “congestionou” um ribeirão que passa pelo bairro, causando o transbordamento e alagamento em algumas ruas durante o temporal.

A concessionária responsável pela obra, a CCR SPVias, nega a ligação entre o alagamento e a obra que começou em 2016. A empresa ainda diz que a obra tem autorização dos órgãos públicos, inclusive da própria prefeitura.

O entregador Valdecir Ribeiro foi um entre vários moradores afetados. O carro dele ficou submerso durante o alagamento. Prejuízo que agora ele tem que arcar com o próprio bolso. “Faz 20 anos que moro aqui e nunca tinha visto isso. O carro estava totalmente submerso na água, tinha botijão de gás vazio que guardo ali debaixo da escada, estava tudo flutuando e batendo no carro, tudo cheio d’água”, reclama.

Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Judésio Borges, em caso de novo temporal como houve em janeiro, há risco de novos alagamentos. “Devido à reforma da Rodovia SP-255, foram suprimidos dois lagos ornamentais que, na verdade, faziam o papel de captadores das águas pluviais. O volume dessa água veio direto para o Ribeirão dos Lajeados. Se não bastasse o volume do ribeirão, nós tivemos o estreitamento da galeria de água que passa sob a SP-255”, alega.

Ele ainda afirma que a prefeitura entrou com pedido para a correção dos problemas. “Nós elaboramos documentos e protocolamos juntamente com a empresa concessionária para que eles tomem providência com o máximo de urgência possível para que outra chuva não nos pegue de surpresa”, diz.

NOTA OFICIAL – Em nota, a CCR SPVias afirma que a cidade de Avaré possui histórico de alagamentos, conforme já noticiado pela imprensa local este ano e em anos anteriores. Por esse motivo, não é possível vincular o alagamento com a obra de duplicação da Rodovia João Mellão (SP-255), que teve início em maio de 2016.

Sobre o Ribeirão Lajeado, a empresa informa que as intervenções no local fazem parte da etapa construtiva temporária da obra e que foram indispensáveis para a implantação de uma nova pista. Até a finalização das obras será construída mais uma galeria dupla no local, dimensionada para o fluxo de água do ribeirão após a duplicação, diz a concessionária.

Ainda segundo a empresa, o projeto para essas intervenções foi aprovado por todos os órgãos ambientais responsáveis e pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), tendo permissão da Prefeitura de Avaré. O mesmo ocorre com o esgotamento das lagoas, ocorrido no mês de janeiro, que também teve o consentimento da prefeitura e aprovação da Artesp, da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e do Departamento de Fauna do Estado de São Paulo (DeFau).

Fonte: G1

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *