OBRAS EM BARRAGEM COM RISCO DE ROMPIMENTO INICIARÁ EM 60 DIAS

16/08/2019

As obras na barragem que apresenta risco de rompimento em Iaras devem começar em até 60 dias, quando o processo de licitação para a escolha da empresa responsável pelo serviço for concluído.

A ação foi definida na sexta-feira, dia 16 de agosto, em uma audiência de conciliação realizada em Avaré.

“Em um prazo de até 60 dias a gente pretende concluir os trabalhos burocráticos de licitação e iniciar as obras. A duração está estimada entre 90 e 120 dias”, explica Cesar Augusto Gerken, diretor substituto do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), responsável pela barragem.

Para o início das obras, foi necessário baixar o nível de água no local. A decisão do rebaixamento parcial da represa foi tomada depois de vistorias e de um pedido do Ministério Público Federal (MPF).

Segundo a assessoria do Incra, foram autorizados os repasses de R$ 260 mil à superintendência em São Paulo para a contratação de serviços e outros R$ 50 mil para mão-de-obra de redução do nível de água da barragem.

No entanto, ainda de acordo com Gerken, a quantia foi liberada de forma imediata para o esvaziamento do local. “Quando fizemos as avaliações, verificamos que tinha possibilidade do rebaixamento parcial, de forma que o grau de risco fosse minimizado. O engenheiro do Incra fez um projeto que com R$ 510 mil seria possível a recuperação da barragem. O Incra avaliou o custo benefício e verificou que o custo a mais valeria a pena para salvar a barragem.”

Os serviços realizados no local contam com a recuperação nos drenos que mantêm no nível da barragem, aumento do barramento e retirada da vegetação do barramento, segundo Gerken.

Durante as obras não será necessário que as famílias que moram no local deixem as casas. Para isso, foi feita a delimitação da barragem com placas, além de orientações às famílias.

Fonte: G1

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *