“O ESTADO DE SAÚDE DE JOSELYR IMPEDE QUE ELE TRABALHE”, AFIRMA ADVOGADO

21/03/2019

Na terça-feira, dia 19, o site Avaré Urgente publicou, com exclusividade, a informação de que a Justiça concedeu ao ex-prefeito, Joselyr Benedito Silvestre, pai do atual prefeito, Jô Silvestre, a liberdade condicional.

Porém, a Juíza do Deecrim de Bauru, Renata Bataglini, fez algumas exigências que Joselyr deverá cumprir, como arrumar um emprego em até três meses; estar em casa entre as 6 e as 22 horas e proíbe que ele frequente bares e boates.

Em entrevista ao site G1, o advogado de defesa do ex-prefeito, João Silvestre Sobrinho, considerou a decisão justa embora, segundo ele, tenha demorado. Ele destacou ainda que, diferentemente da exigência da Juíza, Joselyr não deve trabalhar porque o estado de saúde ele não permite, já que ele tem problemas cardíacos, ortopédicos e vasculares.

Em uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), ele foi acusado e preso em fevereiro de 2016 por crime contra a administração pública por dispensar licitações de maneira ilegal para obras de limpeza, desassoreamento e ampliação de um lago ornamental.

Joselyr ficou preso até dezembro de 2016 no Centro de Reabilitação de Avaré, mas passou por uma cirurgia no coração e, desde então, cumpria prisão domiciliar.

Em agosto de 2008, quando era prefeito, Joselyr teve o mandato cassado pela Justiça e se tornou inelegível por três anos. No entanto, ele concorreu as eleições de 2008 amparado por um recurso e teve mais de 60% dos votos, mas depois teve a diplomação negada pelo STF e quem assumiu a Prefeitura na época foi o vice-prefeito, Rogélio Barcheti, fato considerado inédito na época.

Ainda de acordo com a defesa do ex-prefeito, ele já foi absolvido em 13 processos e oito ainda estão em tramitação. Dos oito, quatro estão em sentença, dois estão no Tribunal de Justiça aguardando recurso e em outros dois Joselyr foi condenado e a defesa entrou com recurso no STJ e está aguardando decisão.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *