MORADORES DO TERRAS DE SÃO JOSÉ ENFRENTAM PROBLEMAS ANTIGOS

06/07/2017

A situação não melhora no Residencial Terras de São José. E quando algo muda, é para pior. Essa é a avaliação dos moradores da localidade.

 

A primeira reclamação é sobre o acesso ao bairro, inaugurado há cerca de 15 anos. Além de íngreme e desnivelado, o trecho tem apenas restos de asfalto. Logo adiante, a situação é a mesma da maior parte do residencial: não há asfaltamento. Quando chove, a passagem fica intransitável.

 

A falta de segurança no acesso também é questionada. Eles avaliam que uma rotatória amenizaria o problema no local, acidentes e atropelamentos são comuns. “Já morreu gente atropelada aqui”, diz uma moradora.

 

A maioria aponta que a principal via de acesso ao bairro, a Avenida Santa Bárbara, precisar urgentemente ser recuperada, além de ter sua pavimentação estendida. “É um dos principais problemas do bairro. Pelo menos essa avenida precisava, urgentemente, ter uma atenção maior da Prefeitura. Parece que tem até um projeto pra ela ser pavimentada, mas dizem que não ‘anda’ dentro da Prefeitura”, revela Juarez Antonio Simões, auxiliar de funileiro que diz morar no bairro há pelo menos cinco anos. “A gente está meio cansado de promessa”, disse.

 

Moradores estimam que só quarenta por cento do bairro é asfaltado. “Táxi não chega e só tem ônibus três vezes ao dia”, afirma um morador. Imune às chuvas, as ruas sem pavimento vão sendo moldadas de acordo com a força da enxurrada, formando buracos e sulcos.

 

Não raramente, tubulações da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) ficam até meio metro acima do nível da via, colocando condutores e pedestres em risco.

 

Residentes da localidade ouvidos pela reportagem disseram ainda que a iluminação pública é insuficiente e que a coleta de lixo é feita, mas com frequência pouco definida.

 

OUTRO LADO – Em nota, a Secretaria da Comunicação informou que o acesso principal será pavimentado desde a saída da SP-255, passando pela rotatória logo à frente e seguindo por mais 200 metros.

 

“Cerca de R$ 1 milhão será investido na obra. O projeto já está finalizado e segue para a produção das planilhas orçamentária. Concluído será submetido à apreciação do Governo Federal para aprovação final e assinatura dos termos. A Prefeitura espera poder iniciar a obra ainda em 2017. As demais ruas do bairro só poderão receber asfalto depois de concluída a obra da entrada”, diz o comunicado.

 

A nota diz ainda que o Terras de São José, assim como outros loteamentos de Avaré, é um bairro que se originou de loteamentos particulares aprovados sem a exigência de Asfaltamento das ruas.
“A Prefeitura herdou a obrigação. Atualmente, por força de lei, novos bairros só podem ser autorizados mediante a entrega de toda a infraestrutura de água, luz, esgoto e asfalto”.

 

Com informações da Comarca.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.