MICHELLE BOLSONARO DETERMINA RETIRADA DE QUADRO DE ARTISTA AVAREENSE DO PLANALTO

17/12/2018

Reportagem de Mariana Carneiro e Gustavo Uribe, na edição de segunda-feira, dia 17 de dezembro, da Folha de S.Paulo, revela que a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que é evangélica, mandou retirar obras de arte e imagens com simbologia católica do Palácio da Alvorada, onde vai morar com o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

No Palácio do Planalto, a pintura “Orixás”, da artista avareense Dijanira Motta, será retirada mais uma vez – após ter sido escondida durante o governo ditatorial de Ernesto Geisel, que era luterano.

A previsão é que ela seja cedida ao Masp (Museu de Arte de São Paulo) para uma exposição, a partir de fevereiro, e depois viaje pelo país. O empréstimo deve durar cerca de oito meses.

Segundo a reportagem, serão retiradas cinco peças de simbologia católica: um par de anjos barrocos tocheiros, na biblioteca, e quatro estátuas de santos nas salas de música e de estado. Uma das imagens é uma representação em madeira de Santa Bárbara, do século 18.

As obras terão como destino o Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente eleito. O general Hamilton Mourão (PRTB), que é católico, confirmou à Folha que vai receber as obras. “Ela (Santa Bárbara) é, inclusive, padroeira da artilharia”, disse.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *