MENINO CAI DE TREM E TEM PARTE DA PERNA AMPUTADA

05/12/2017
O menino de 8 anos que se feriu após cair de um trem em Botucatu , no sábado, dia 2 de dezembro, teve parte da perna amputada por conta dos ferimentos.

No domingo, dia 3, a família do menino não havia sido localizada, mas a polícia acabou descobrindo que ele mora em Bauru com uma prima e viajou cerca de 100 km na locomotiva antes de sofrer o acidente.

A prima tem a guarda provisória do menino que chama Brian. A mãe é usuária de drogas e está desaparecida. A mulher disse à polícia que a família procurava o menino desde a noite de sábado.

Brian mora na região norte de Bauru e brincava atrás desta escola, onde estuda. O local fica próximo da linha férrea. A responsável pela criança não quis dar entrevista e pediu para não ser identificada, mas contou que o menino resolveu subir em um trem.

A criança foi encontrada em um bairro rural afastado de Botucatu, a 100 km de onde ela teria embarcado. De acordo com informações da polícia, a criança entrou no trem por volta das 22 horas do sábado e acabou dormindo no vagão. Quando percebeu se assustou, tentou descer do trem e acabou sendo atropelada.

“Quando ele acordou achou que o trem estava saindo ainda em Bauru e pulou imediatamente, mas ele já estava em Botucatu e acabou acontecendo o acidente”, explica o delegado Paulo Fábio Buchignani.

Ainda segundo a polícia, a criança não conseguia andar e só foi encontrada horas depois do acidente. Os bombeiros fizeram o resgate e levaram ela para o pronto-socorro do Hospital das Clínicas da Unesp de Botucatu.

De acordo com o hospital, a perna direita de Brian foi amputada do joelho para baixo, mas o estado de saúde dele é estável. A polícia vai investigar as circunstancias do acidente e o caso pode ser registrado como abandono de incapaz.

“Se confirmar essa versão que o menino nos contou, que teria passado a noite no vagão, mas ainda é prematuro afirmar qualquer coisa, vai depender dos próximos passos da investigação”, completa o delegado.

Fonte: G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.