MARCADA SESSÃO QUE PODE CASSAR O MANDATO DE PREFEITO E VEREADOR DE CERQUEIRA CÉSAR

14/05/2018
Está confirmada para a próxima sexta-feira, dia 18, às 17 horas, a sessão na Câmara de Vereadores de Cerqueira César que podem leva a cassação do Prefeito Marcos Zaloti (PRB) e do vereador Luis Fernando dos Santos (MDB).

Os dois foram investigados por duas comissões processantes que apuraram uma denúncia de um morador da cidade que apresentou um vídeo em que um homem, que seria o vereador, recebendo dinheiro de outro homem, que seria Dirceu Zaloti, irmão do prefeito.

D acordo com a denúncia, o irmão do prefeito teria entregue o dinheiro ao vereador para que ele apoiasse Marcos Zaloti em votações na câmara.

Dirceu Zalotti disse que o vídeo se trata de uma montagem e que apenas uma versão editada foi apresentada à polícia e a Câmara de Vereadores. Segundo ele, um pedido de perícia já foi feito para comprovar a montagem.

Ainda segundo Dirceu, ele confirma ser um dos homens que aparecem nas imagens, mas afirma que o dinheiro era para pagar uma dívida que tinha no comércio de propriedade da família do vereador.

O G1 entrou em contato com o vereador Luis Fernando dos Santos (MDB), mas ele não quis se manifestar sobre o assunto.

Para as cassações, são necessários maioria absoluta dos votos, ou seja, dos 11 vereadores, oito precisam vota a favor.

A sessão extraordinária que teria a leitura das denúncias contra o prefeito Marcos Zaloti (PRB) e o vereador Luiz Fernando dos Santos (PMDB), em fevereiro deste ano, foi cancelada porque denunciante havia retirado as denúncias.

ADMINISTRAÇÃO – Dirceu Zaloti e Flávio Zaloti também são investigados pela Polícia Civil em um inquérito aberto a pedido do Ministério Público. De acordo com a denúncia, embora Marcos Zaloti seja o prefeito, na prática quem administraria o município são os irmãos dele, Dirceu e Flávio.

No entanto, segundo a Polícia Civil, não há provas suficientes para indiciar os denunciados. Agora um relatório será encaminhado ao Ministério Público para decidir se arquiva o caso ou não.

Por telefone, Dirceu disse à TV TEM que o Conselho Administrativo apenas opinava sobre questões do município, mas que não tinha nenhuma autonomia e que as decisões eram do prefeito Marcos Zaloti.

Dirceu, que já foi prefeito, explicou ainda que no conselho havia mais pessoas, incluindo outro ex-prefeito, comerciantes e pessoas da sociedade.

A TV TEM também entrou em contato com seu irmão, Flávio Zaloti, mas ele não quis se manifestar sobre o assunto.

Fonte: TV Tem/Itapetininga/G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.