MAIS UM SUICÍDIO É REGISTRADO E TAXA DE CASOS AUMENTA EM 80% EM AVARÉ

01/10/2018
Os casos registrados de suicídio aumentaram 80% em Avaré, na comparação entre 2017 até setembro de 2018. No ano passado inteiro, a cidade teve cinco ocorrências do tipo. Já de 1° de janeiro a 30 de setembro deste ano, 9 pessoas já tiraram a própria vida, ou seja, um número assustador de 1 pessoa por mês.

O caso mais recente foi registrado na na madrugada de domingo, dia 30 de setembro, na Brabância.

Informações dão conta que F.E.G, de 39 anos, tirou a própria vida por volta das 1h30 da manhã. O sepultamento ocorrerá no fim da tarde de domingo no Cemitério Por do Sol, em Avaré.

Já na terça-feira, dia 25 de setembro, um jovem de apenas 25 anos tirou a própria vida. O fato ocorreu no Bairro Nova Água Branca, próximo ao Plimec. Informações da Polícia Civil dão conta que M.G., teria se enforcado.

Segundo apurado pelo Jornal A Voz do Vale, o motivo teria sido um desentendimento com sua esposa. Informações dão conta ainda que ele já teria tentado contra sua vida outras vezes, fatos que ocorreriam quando ambos discutiam.

Os suicídios entram nas estatísticas de Avaré, ser uma das cidades com menos de 100 mil habitantes que mais registra este tipo de ato no estado.

Um levantamento foi elaborado a partir dos dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde entre os anos de 1999 e 2013. A base do SIM consolida as certidões de registro de óbito emitidas no Brasil no local da ocorrência do evento.

Segundo o levantamento, no período, Avaré sempre esteve entre as 15 cidades, com cerca de 100 mil habitantes, com a taxa de suicídios elevadas. Em 1999, a taxa de suicídio era de 2,59. Oito anos depois, ou seja, em 2007, a taxa saltou para 11,17, sendo que em 2010 o índice alcançou 16,88.

Avaré ficou entre as três primeiras com o maior índice de suicídio em 1999 (2º), 2000 (1º), 2001 (2º), 2002 (3º), 2004 (3º) e 2005 (2º). Em 2013, Avaré ficou na 8ª colocação, com uma taxa de 9,17 óbitos por suicídio por 100 mil habitantes.

Para identificação das mortes por suicídio foram levantados os óbitos por causas externas, registrados segundo a Classificação Internacional de Doenças (CID) como Lesões autoprovocadas voluntariamente. Para cálculo do número de suicidas per capita, pela população brasileira, foram utilizadas as estimativas intercensitárias disponibilizadas pelo Departamento de Informática do SUS (Datasus) que, por sua vez, utiliza fontes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.