LEI CRIADA NO GOVERNO BARCHETI PODE IMPEDIR EMAPA

18/09/2017

Segundo informações do Jornal A Comarca, uma lei criada em 2009 pelo ex-prefeito de Avaré, Rogélio Barcheti poderá impedir que o governo de Jô Silvestre realize a Festa do Peão de Boiadeiro em dezembro. A informação da intenção da atual administração em organizar o evento no último mês no ano foi publicada com exclusividade pela Comarca na última edição.

Segundo o artigo 2º da Lei 1.137, de 28 de janeiro de 2009, que dispõe sobre a criação e estrutura administrativa da Festa do Peão de Avaré, o evento “será realizado sempre no mês de setembro, conjuntamente com as festividades de aniversário da cidade, e deverá constar do Calendário Oficial do Município”.

Segundo juristas ouvidos pela Comarca, caso a atual administração esteja planejando realizar a festa em dezembro, terá que revogar a lei, porém isso somente poderá ocorrer com o aval da Câmara Municipal.
A lei ainda traz outros 11 artigos que regem como deverá ocorrer a organização da festa.

EXCLUSIVO – Segundo informações obtidas com exclusividade pela Comarca, a próxima edição da Emapa deverá ser realizada na primeira semana de dezembro. A informação acabou sendo confirmada pelo prefeito Jô Silvestre durante entrevista concedida a Do Vale TV, emissora canal 10 da TV Cabo Mix.

Informações dão conta ainda que a ideia inicial era promover a festa entre os dias 7 e 17 de dezembro, porém uma reunião teria definido uma nova data, que seria entre os dias 2 a 10 do mesmo mês.

A Comarca apurou ainda que alguns shows já estão sendo avaliados, como: Simone e Simaria, Marília Mendonça e o show Cabaré com os cantores Leonardo e Eduardo Costa. A Prefeitura também estaria analisando a contratação da dupla Matheus e Kauã e Fernando e Sorocaba, além de um show gospel. Caso os nomes sejam confirmados, Avaré deverá gastar somente com shows, mais de R$ 1 milhão.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.