INTEGRANTE DO PCC É PRESO POR TER INCENDIADO 2 ÔNIBUS EM 2013 EM AVARÉ

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), esclareceu nesta semana os incêndios criminosos ocorridos no dia 10 de outubro de 2013, no Bairro Plimec, em Avaré, que destruíram dois ônibus que estavam estacionados na rua.

As ações, segundo a investigação, foram encomendadas pela facção criminosa PCC e praticada por F. O. W., de 34 anos, conhecido como “Capital”. Morador do bairro, F. é apontado pela Polícia como traficante de drogas e membro do grupo que teria ordenado o ataque.

Os incêndios teriam sido decretados como forma de represália às medidas disciplinares adotadas em relação aos presos pela Direção de uma das Penitenciárias de Avaré. Essa informação, inclusive, foi repetida por moradores que na época dos crimes acompanharam o trabalho da Polícia.

A informação que relacionou Capital à autoria dos atentados contra os ônibus foi obtida em conjunto com a Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (DISE), que conduzia investigação com o objetivo de prender outro traficante, conhecido como Paulista, também membro da facção criminosa. Com base nas informações já coletadas, a DIG chegou a uma testemunha chave, cujo depoimento vinculou Capital e Paulista e a conversa que teriam tido sobre os atentados.

“Sem conseguir testemunhas oculares dos incêndios, a informação obtida por meio do trabalho da DIG e DISE foi fundamental para atribuir a Capital a autoria dos incêndios nos dois ônibus”, destacou Rubens César Garcia Jorge, delegado titular da DIG.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.