INICIADAS AS OBRAS EM MUROS DE ARRIMO NO BAIRRO DO CAMARGO

16/03/2019

Tiveram início, na última segunda-feira, 11 de março, as obras de construção e de reparos de muros de arrimo no Bairro do Camargo.

Nesta primeira etapa, 16 residências terão a estrutura do antigo muro recuperadas, incluindo 6 unidades, cujos muros cederam completamente. Segundo a Secretaria de Habitação, as obras são complexas, pois precisam ser realizas a partir da residência que fica no nível abaixo de onde os muros ruíram. “Muitas casas têm parte dos alicerces expostos, o que demanda um trabalho cuidadoso das equipes na retirada de terra e de resíduos da antiga obra, executadas de forma manual”.

A Habitação está investindo R$ 538 mil em recursos próprios para viabilizar os reparos. Segundo os técnicos da pasta, há oito anos boa parte do muro erguido para sustentar o desnível existente entre os imóveis ruiu, provocando a movimentação do solo que, em muitos casos, invadiu as residências localizadas no nível mais baixo da rua.

Em alguns casos, os deslizamentos ocorreram por conta de obras irregulares realizadas pelos proprietários e outros por erros na execução do projeto.

Pela norma do conjunto habitacional do bairro, entre os dois setores de imóveis, há uma área pública por onde deveria se localizar uma viela sanitária. Sem observar este recuo previamente determinado quando da construção do bairro, proprietários estenderam seus lotes e ainda construíram edículas sustentadas pelo antigo muro, uma medida irregular que provocou o rompimento da estrutura e danos em sequência a vários imóveis.

O prazo para conclusão desta primeira fase é de 6 meses.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *