GASTOS DA PREFEITURA COM A EMAPA CHEGAM A R$ 600 MIL, REVELA SECRETÁRIO

10/09/2018

Durante sua participação na sessão da Câmara, realizada na segunda-feira, dia 3 de setembro, o secretário da Administração do governo Jô Silvestre, mesmo sem fazer parte da comissão organizadora, revelou que a Prefeitura Municipal iria ter um gasto de cerca de R$ 600 mil com a 50ª edição da Exposição Municipal e Agropecuária de Avaré – Emapa.

Ainda segundo ele, a empresa vencedora da licitação para explorar a festa iria ter um gasto de cerca de R$ 600 mil com estrutura e iria depositar mais R$ 500 mil aos cofres da municipalidade, totalizando um gasto de R$ 1,1 milhão. Com os cerca de R$ 600 mil que a Prefeitura iria desembolsar, o total de gastos estaria em cerca de R$ 1,7 milhão.

A empresa Samor Promoções Artísticas S/C Ltda., de Mogi Guaçu (SP) foi à vencedora da Concorrência Pública para o fornecimento de estrutura, equipamentos, materiais, mão-de-obra e outros, com concessão do direito de exploração para a 50ª Emapa.

O que chama a atenção é que a Samor foi a única a participar da licitação. Informações obtidas pelo A Voz do Vale dão conta que a empresa, Águia Negócios e Participações, de Pindorama (SP), entrou com uma solicitação de cancelamento da licitação, dando como justificativa a paralisação dos caminhoneiros, porém o pedido foi rejeitado pelo Departamento Jurídico do setor de licitações da Prefeitura de Avaré.

Para organizar o evento, a Samor repassará à Prefeitura R$ 500 mil. Segundo o edital, o lance mínimo era de R$ 435 mil, ou seja, R$ 75 mil a mais.

Segundo o contrato, a Samor, mediante a prévia anuência da Prefeitura, poderá “subcontratar, em até 70% o objeto, desde que justifique a necessidade técnica, que não acarrete prejuízos à municipalidade e trate de empresa idônea, com capacidade técnica comprovada”.

OBRIGAÇÕES – A empresa terá diversas obrigações a cumprir. Todos os materiais utilizados na montagem do evento, principalmente os componentes da estrutura e seus acessórios, deverão estar em conformidade com as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A estrutura deverá ser montada com dois dias de antecedência da vistoria técnica do Corpo de Bombeiros e para conferência do engenheiro da Prefeitura.

A Samor não poderá cobrar ingresso para a entrada do recinto da festa, bem como do público que irá assistir aos shows de dentro da arena, com exceção dos camarotes. A empresa ainda deverá fornecer 15 camarotes de graça para a Comissão organizadora para a “recepção de autoridades públicas”.

A divulgação do evento será efetuada pela empresa vencedora do certame, porém através da Secretaria Municipal de Comunicação.

Fonte: A Voz do Vale



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.