FUNCIONÁRIOS DE ABRIGO PARALISAM ATIVIDADES POR FALTA DE SALÁRIO

09/02/2018

Funcionários da Casa Abrigo decretaram greve na quarta-feira, dia 7, em Cerqueira César. O comunicado foi publicado em uma rede social.

Eles alegam que não recebem salários desde dezembro de 2017. “É com muito pesar que nós, funcionários da Casa Abrigo, comunicamos que a partir de 07/02 estaremos em greve coletiva”.

Os funcionários se desculparam com a população pela atitude extrema. “Pedimos desculpas a diretoria da APAIC e principalmente às crianças, no entanto estamos desde dezembro sem salários, também temos famílias e crianças que dependem de nós. Assim que a Prefeitura municipal regularizar os valores e os repasses atrasados retornaremos nossas atividades normalmente”.” É triste que uma entidade que contribui com o município desde 1978 esteja passando por uma situação dessas”, finaliza o comunicado.

OUTRO LADO – Por meio de nota oficial, a Prefeitura de Cerqueira César, através da Secretaria de Assistência Social, destacou que “não havia conhecimento da greve realizada pelos funcionários da entidade Casa Abrigo, uma vez que a mesma não foi comunicada oficialmente até a presenta data”.

A Prefeitura esclareceu ainda que, “de acordo com a Lei n.º 2 .218/17 que estabelece o valor de repasse de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) até o mês de novembro de 2017 foram repassados para a entidade o valor de R$ 273.750,00 (duzentos e setenta e três mil reais e setecentos e que nesta quarta-feira, às 12:12 horas dia 7 de fevereiro foi efetuada a última parcela referente ao mês de dezembro de 2017 no valor de R$ 25. 000,00 (vinte e cinco mil) à presidente da entidade, no Paço Municipal”.

“Ressalta-se ainda que a entidade até a presente data não apresentou a Prestação de Contas referente ao mês de novembro de 2017, o que implica no bloqueio do repasse, sendo oficializada através de Ofício n.º 162/2017, em 04 de setembro de 2017, das consequências da não prestação de contas. Para regularizar a situação, a presidente da entidade se comprometeu em apresentar a prestação de contas até o dia 08 de fevereiro de 2018”, completa.

Por fim, “pontua-se ainda que a entidade recebe Recurso Federal (MSD), mensalmente o valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), totalizando R$ 60.000 (sessenta mil reais) anual, para despesas de custeio, o qual foi destinado exclusivamente à entidade”.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.