FORAGIDO DA JUSTIÇA É PRESO EM AVARÉ

05/10/2016

Um procurado pela Justiça por roubo foi preso após patrulhamento de rotina no bairro Plimec, na segunda-feira, dia 3, em Avaré.

De acordo com o capitão da Polícia Militar Alexandre Carneiro, ele só ficou detido por estar com título de eleitor suspenso, já que a prisão aconteceu durante o período eleitoral em que nenhum eleitor pode ser preso ou detido a não ser em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal.

Uma equipe policial realizava uma ronda de rotina pelo bairro, quando observou que um rapaz apresentou atitude suspeita ao ver os policias. Os militares o abordaram e constataram que era procurado pela Justiça.

“Por não ser em flagrante, ele não poderia ter ficado detido por ainda estar no período eleitoral. Mas, os policiais consultaram o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e constataram que o título de eleitor dele estava cancelado por não ter votado em mais de três eleições consecutivas. Por conta disso, ele pôde ser levado para a delegacia, onde ficou preso”, explica o capitão.

Ainda segundo a polícia, o homem foi encaminhado para a cadeia pública de Piraju. “Nunca tinha visto ninguém ser preso dessa forma no período eleitoral”, ressalta o capitão.

Segundo a legislação eleitoral, para ter um título cancelado é preciso que o eleitor não compareça para votar em três eleições consecutivas e não justifique a ausência. Quem está nessa situação, além de não poder votar, ficou impedido de tirar passaporte, participar de concurso público e também não poder resolver problemas com o CPF, como tirar uma nova via, por exemplo.

Fonte: G1

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *