FALTA DE ÁGUA PREJUDICA MORADORES EM DIVERSOS BAIRROS DE AVARÉ

18/10/2016

Moradores de diversos bairros de Avaré estão sem água desde sexta-feira, dia 14. Inicialmente, a previsão da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) é que o fornecimento iria retornar até domingo (16), porém até a tarde de segunda-feira (17) a população continuou sem água.

Em nota, a Sabesp informou que o corte aconteceu após queda de energia na cidade e disse que o serviço será normalizado até a noite desta segunda-feira. Na região do Bairro Plimec, a companhia alega que o fornecimento continua paralisado porque um poço queimou e equipes trabalham para consertá-lo.

Devido à falha de previsão para o retorno do fornecimento, muita gente enfrentou transtornos. O professor de artes marciais Rafael da Silva Fernandes, por exemplo, não levou as crianças à escola nesta segunda-feira porque elas não tomaram banho. Ele vive com a família no Bairro Tropical. “Não conseguem ir para a escola, lavar roupa, não consigo dar aula porque não consigo tomar banho. Mais um dia faltando hoje”, lamenta.

Outro afetado é o funcionário público Cristiano de Oliveira, que mora no Bairro Mario Emilio Banwart. Na casa dele, as louças e roupas se acumularam. “A gente deixa de fazer muitas coisas, lavar louça, roupa, em casa não tem a condição de usar o banheiro adequadamente, de tomar banho, dar banho nas crianças e manda-las para a escola. A gente praticamente parou a vida por causa da falta de água”, reclama.

Para não parar com a vida, a dona de casa Maria do Rosario Soares tentou dar um jeito e fez várias viagens pegando água em baldes e garrafas do caminhão pipa que socorreu o bairro onde mora. “Complica, a sorte que eu não tenho criança pequena. Mas e quem tem? Mais um dia sem água não dá para ficar, tem que tomar banho, limpar, até quando vamos ficar na sujeira? E quando fica sem pagar em três dias eles vêm e cortam”, conclui.

Fonte: G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.