EX-PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO PADRE EMÍLIO É CONDENADO POR SE APROPRIAR DE MAIS DE R$ 1 MILHÃO DOS ASSISTIDOS

24/06/2019

A Juíza da 2ª Vara Criminal do Fórum de Avaré, Roberta de Oliveira Ferreira Lima julgou procedente a ação contra o ex-presidente da Fundação Padre Emílio Immos, Edison Luiz Santiago. Ele foi condenado a 6 anos e 8 anos de reclusão, em regime semiaberto.

Segundo a denúncia, Edison Santiago teria se apropriado, por 1.418 vezes, no período compreendido entre fevereiro de 2011 a maio de 2015, e de importâncias pagas aos internos. Somada, a quantia chega a mais de R$ 1,2 milhão, atualizada de acordo com o valor do salário mínimo vigente em julho de 2016, valores estes de que tinha a posse em razão do cargo.

Segundo a denúncia, ele exerceu a função de presidente da Fundação, nos biênios de 2009/2011 e 2011/2013, bem como de vice-presidente, no ano de 2014 e até 25 de setembro de 2015, quando pediu exoneração.

Na época dos fatos, a instituição atendia a 31 pessoas portadoras de deficiências, que recebiam, cada uma, o mencionado benefício assistencial, correspondente a um salário mínimo.

Edison, como representante legal, se encarregava do recebimento dos valores. Segundo a denúncia ele tinha se apoderado dos benefícios dos assistidos.

Em sua defesa, Edison Santiago negou os fatos e disse que a denúncia é “totalmente infundada e inverídicas”.

Após ouvir diversas testemunhas, inclusive ex-diretores, funcionários e diretores da Drads, a Juíza julgou procedente a ação e condenou Edison.

Fonte: A Voz do Vale

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *