EROSÃO EM RODOVIA FAZ PREFEITURA DECRETAR SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

22/06/2018

A Prefeitura de Itaporanga declarou situação de emergência após uma erosão se abrir no quilômetro 59 da rodovia Aparício Biglia Filho (SP-281), próximo ao bairro Biquinha. De acordo com o Executivo, ela está colocando em risco quem passa pelo local.

Em nota, a concessionária responsável pelo trecho informou que já desenvolveu o projeto para reparos, mas depende de um licenciamento ambiental que ainda não foi liberado pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

A reportagem da TV TEM entrou em contato com a Cetesb, mas não obteve retorno.

Segundo moradores, a cratera está bem perto da pista e não para de aumentar. O lavrador Carlos Aparecido dos Santos , por exemplo, conta que mora ao lado do local e tem medo que algo grave aconteça.

“Todo mundo que passa por aqui tem medo. Já faz quatro anos que o buraco está aberto. A prefeitura já veio olhar, a concessionária também, mas eles não fazem nada. O perigo aqui é constante, pois o movimento é muito grande na rodovia”, conta.

O caminhoneiro Luciano Rosa Pereira conhece o trecho e sabe dos riscos que corre ao passar pelo local. Ele conta que prefere fazer um desvio.

“A gente que está sempre na estrada sabe que corre risco no local, pois além da cratera, não tem acostamento e sempre tem movimento de pedestres, pois tem uma vila ali. Então, tem bastante risco de acontecer um acidente ali”, diz.

A rodovia é um dos acessos de Itaporanga a algumas cidades do Paraná e, para evitar acidentes, a prefeitura solicitou por meio de um decreto que a concessionária que administra o trecho dê início com urgência nas obras de recuperação.

“Fizemos esse decreto e fizemos o pedido à concessionária para que ela esteja fazendo uma intervenção dessa rodovia para poder arrumar em breve isso, pois com a chegada da temporada de chuva, vai complicar ainda mais”, explica o prefeito Vilson Rodrigues (PSDB).

PROBLEMAS – Em fevereiro deste ano o município sofreu com o mesmo problema na rodovia Jurandir Siciliano (SP-255). A erosão tomou conta da pista e a passagem de veículos foi interrompida por quase dois meses.

Segundo os moradores, a cratera só atingiu a pista por falta de manutenção, já que o buraco começou a abrir às margens da rodovia em agosto de 2017 e com a chegada da chuva no começo deste ano, ela só foi aumentando.

Com a interdição, eles precisam fazer um desvio de mais de 100 quilômetros para trafegar de uma cidade a outra.

Fonte: TV TEM/Itapetininga



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.