DIVERSOS BAIRROS RECEBEM MUTIRÃO DA DENGUE NO SÁBADO

A Secretaria da Saúde realizará mutirões de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e do zika vírus. A ação, coordenada pela Vigilância Sanitária de Avaré (Visa) e que envolve a Secretaria de Serviços, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar e voluntários da sociedade civil, acontece neste final de semana, dias 13 (sábado) e 14 (domingo), a partir das 9 horas, no Jardim Tropical e Residencial Mário Emílio Bannwart.

Os mutirões “Todos Juntos contra o Aedes Aegypti” seguem normas do Ministério da Saúde e da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen). A Visa voltará a atuar nos dias 27 e 28 de fevereiro; 12, 13, 19 e 20 de março em locais ainda a serem definidos e previamente divulgados.

Nesta operação, além dos imóveis, serão atingidos depósitos de recicláveis, pneus e borracharias. O mutirão tem como foco a eliminação de criadouros, remoção mecânica e tratamento químico, quando necessário. A ação integrada prevê as seguintes atividades: mutirões de limpeza urbana, vistorias em imóveis públicos e privados, em terrenos baldios e em áreas verdes públicas e privadas.

Todos têm papel fundamental na realização do mutirão. Na região de Avaré, segundo informações da Sucen, o índice de foco do aedes gira em torno de 2% a 3% para cada 100 imóveis visitados.

Atualmente (dados de 10/02/2016), Avaré tem dois casos confirmados de Dengue, 52 descartados, 21 aguardando resultado e um caso suspeito de zika vírus.

PREVINA-SE – A dengue é uma doença infecciosa provocada por um vírus transmitido ao homem pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti. Esse mosquito é semelhante a um pernilongo comum. As características que o diferenciam são o corpo escuro – cor café ou preto – rajado de listras brancas. É encontrado principalmente dentro das casas, debaixo de mesas, cadeiras e armários.

A melhor oportunidade para combater o mosquito é durante sua fase larval, e não a adulta. O mosquito põe seus ovos em recipientes artificiais ou naturais que armazenam água, principalmente da chuva, como latas e garrafas vazias, pratos sob vasos de plantas, caixas d’água descobertas, pneus, calhas, bromélias, bambus ou até buracos em árvores.

É preciso vistoriar possíveis criadouros de dengue, como vasos, recipientes, caixa de água, calhas, lajes e telhados.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.