CORTE DE ÁRVORES EM PÁTIO DA IGREJA DE SÃO BENEDITO GERA POLÊMICA EM AVARÉ

30/01/2019

O corte de seis árvores que ficavam localizadas em frente a Igreja de São Benedito não agradou uma parte da população.

Quem passa pelo local, estranhou o corte das árvores que ficavam localizadas na Travessa Pedro Della Santini, em Avaré.

Devido as fortes temperaturas registradas na cidade, muitas pessoas que passam pelo local sempre paravam e sentavam nos bancos para descansar e se esconder do sol.

Em uma rede social, um integrante da comunidade da igreja afirmou que as árvores estariam mortas e condenadas. “Fica tranquilo esta tudo dentro da legalidade, temos autorização, e um.projeto para replantio,as mesmas estavam mortas e condenadas”.

O corte, aliás, foi autorizado pelo secretário de Meio Ambiente, Judézio Borges. O site Avaré Urgente teve acesso a autorização emitida no dia 12 de dezembro de 2018. Ainda segundo o documento, a Igreja fica responsável em replantar seis mudas de árvores em um local que será indicado pela Secretaria.

Mesmo assim, o corte não agradou alguns munícipes. “Será que as árvores foram cortadas porque estava atrapalhando a montagem das barracas da Festas no pátio da Igreja? O Igreja que faz festa”, postou o internauta J.R. em uma rede social.

Já a internauta C.M. destacou que teria sido multada ao cortar uma árvore que também estaria morta. “Proibido apenas para os cidadãos que pagam impostos. Ano passado na represa, cortei uma palmeira que morreu há muito tempo e com cupim. Recebi uma multa e nem consegui recorrer”.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *