CONDENADO POR ESTUPRAR CRIANÇAS DE 7 E 8 ANOS, É CAPTURADO EM AVARÉ

11/05/2019

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) capturaram na sexta-feira, dia 10, em Avaré, o ajudante geral J. C. G., de 56 anos, condenado em primeira instância a 18 anos de prisão por molestar sexualmente duas crianças do sexo feminino em 2014, em Monte Mor, cidade de cerca de 50 mil habitantes localizada na região metropolitana de Campinas.

De acordo com a DIG, o condenado possui familiares em Avaré e estava na cidade desde que o fato ocorreu. Na época ele não foi preso porque não houve flagrante. Os indícios de autoria foram apurados por meio de inquérito policial instaurado pela Delegacia de Polícia de Monte Mor.

O réu foi localizado no local de serviço, na Vila Martins I, logo pela manhã. Os policiais exibiram o mandado de prisão e J. não ofereceu resistência, admitindo o crime, inclusive. Ele foi colocado na viatura e encaminhado ao Plantão Policial para o registro do boletim de ocorrência.

Na sentença condenatória, o juiz de Direito da 1ª Vara de Monte Mor, elencou alguns fatores para a decretação da prisão e a pena imposta, entre eles os maus antecedentes do réu, as “exaustivas provas” carreadas nos autos e o fato do crime sexual praticado por ele ter envolvido duas menores.

As vítimas, na época com 7 e 8 anos, são parentes. Seus pais, segundo a investigação, faziam parte do círculo de amizade do réu. O abuso sexual gerador do boletim de ocorrência teria ocorrido na residência de uma das crianças, na ausência dos pais dela. Ainda segundo a investigação, haveria indícios de abusos anteriores cometidos por ele contra as meninas.

Ele foi transferido para a Unidade Transitória de Piraju, onde aguarda vaga para o sistema penitenciário. Ele possui passagem por roubo, fato ocorrido em São Paulo no ano de 1983. Por esse crime ele foi condenado a 6 anos de prisão. Cumpriu parte da pena e ganhou liberdade provisória em 1988.

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *