COMERCIANTE DORME EM ESTABELECIMENTO E EVITA FURTO

07/02/2018
“Eu estava com muita raiva e indignado de terem invadido nosso mercado e levado várias bebidas e mais de R$ 800. Não pensei em outra coisa a não ser dormir no local até a grade ficar pronta. Eu sabia que eles iam voltar no dia seguinte e que ia conseguir flagrar a ação. Me arrisquei bastante, mas não me arrependo”.

O desabafo é do comerciante de Taguaí, de 34 anos, que resolveu dormir em seu mercado, localizado na área central, após criminosos terem invadido o estabelecimento na quinta-feira, dia 1º de fevereiro. No sábado, dia 3, ele conseguiu deter um dos suspeitos, de 22 anos, e acionar a polícia.

De acordo com o morador, que prefere ter a identidade preservada, foi a primeira vez que o mercado foi alvo de ladrões. Ele conta que, ao saber do furto, resolveu levar para o estabelecimento um colchão, um travesseiro e uma coberta para evitar outros crimes.

“Eu não fiquei com medo na hora. Alguma coisa eu tinha que fazer e na hora nem pensei nos riscos. Então, quando ouvi o barulho, surpreendi os três rapazes separando as bebidas e consegui deter um deles com um pedaço de madeira. Os outros dois, que parecem ser adolescentes, conseguiram fugir. Na sequência, já chamei a polícia”, relata.

PRISÃO – Segundo a Polícia Militar, o rapaz que invadiu o mercado foi preso por tentativa de furto e encaminhado para a delegacia, onde ficou à disposição da Justiça. Os outros dois suspeitos não foram encontrados. Para o comerciante, a ação dele foi uma forma de prevenção.

“Eu sei que é um grupo conhecido nos meios policiais e foi uma forma que encontrei para prevenir outros crimes. Se eu não tivesse escolhido fazer isso, eles iam furtar de novo. Agora, ir atrás dos prejuízos do primeiro furto”, ressalta.

Fonte: G1



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.