CASO IMPORTADO DE FEBRE AMARELA É REGISTRADO EM AVARÉ

27/01/2017

A Secretaria de Saúde de Avaré informou a suspeita de um caso de febre amarela em um homem que trabalha no município.

Segundo o órgão, o possível portador tem entre 25 e 30 anos, trabalha em uma fazenda próxima ao horto florestal da cidade, mas mora em Itatinga.

Ainda de acordo com a Secretaria, ele começou a sentir alguns sintomas da doença após ter ido a Itatinga nadar em um rio em um local que também é habitado por macacos.

Exames foram realizados e encaminhados ao Instituto Adolf Lutz em Sorocaba. O resultado deve sair nos próximos dias.

DOENÇA – A doença é transmitida por mosquitos em áreas urbanas ou silvestres, sendo que, em ambientes silvestres a febre amarela é transmitida principalmente pelo mosquito Haemagogus, e na área urbana o transmissor é o Aedes aegypti, o mesmo da dengue, chikungunya e zika vírus.

Os sintomas mais comuns são febre, dores musculares, dor de cabeça, perda de apetite, náuseas e vômito, fadiga e fraqueza. Na forma mais grave da doença podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia, quando a pele o os olhos ficam amarelados, manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

A única maneira de se proteger é tomando a vacina, que deve ser aplicada 10 dias antes de qualquer viagem para áreas de risco. A vacina geralmente produz alguns efeitos colaterais, como febre, dor de cabeça e dor muscular.

Por isso, não é indicada a crianças menores de nove meses de idade, mulheres grávidas ou em fase de amamentação, idosos e pessoas que estejam com o sistema imunológico comprometido, que é o caso, por exemplo, de quem está fazendo tratamento de câncer.

Fonte: G1

Deixe seu comentário



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *