CAMINHONEIROS PROMOVEM PROTESTO EM AVARÉ E NA REGIÃO

24/05/2018
Desde segunda-feira, dia 21, caminhoneiros estão protestando contra o aumento do diesel.

O ato também foi registrado em Avaré, na quarta-feira, dia 23, onde motoristas de caminhões estavam sendo obrigados a parar em um posto de combustíveis que fica às margens da Rodovia João Mellão (SP-255).

Informações dão conta que o protesto está ocorrendo de forma pacífica, sendo que nenhum incidente foi registrado. A Polícia Rodoviária monitorou o trânsito no local.

Também foram registrados bloqueios na região de Paranapanema, na Rodovia Raposo Tavares e em outros municípios da região. Cerca de 300 motoristas estão parados no local e a movimentação é pacifica. Eles também abordam os caminhoneiros que passam pelo local.

Na semana passada, foram cinco reajustes diários seguidos. A escalada dos preços acontece em meio à disparada dos valores internacionais do petróleo.

A Petrobras diz que as revisões podem ou não refletir para o consumidor final – isso depende dos postos. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%.

ITATINGA – Diversos caminhoneiros realizaram protestos na região. O ato foi realizado em pelo menos 10 estados do país.

Em nossa região chamou a atenção a paralisação em Itatinga, na chamada rodovia Castelinho. Segundo um dos integrantes do movimento, aproximadamente 50 caminhoneiros estacionaram seus veículos como forma de protesto durante todo o dia.

O movimento não teve convocação, motivo pelo qual o número foi considerado satisfatório. Segundo informações, a paralisação deve se repetir nesta terça-feira, dia 22.

BOTUCATU – Dando sequência com as manifestações contra o aumento do preço dos combustíveis, um grupo de caminhoneiros ateou fogo em pneus na rodovia João Hipólito Martins, a Castelinho, em Botucatu.

O local escolhido pelos manifestantes foi na entrada do Bairro Marajoara, quase embaixo da passarela de pedestres, interditando uma das pistas da rodovia. Por causa da densa fumaça preta, houve lentidão no trânsito e a Polícia Rodoviária teve que ficar na pista, orientando os motoristas.

Além disso, várias equipes da Polícia Militar permaneceram no local para garantir a segurança dos usuários da rodovia. Muitos caminhões ficaram estacionados no acostamento da pista, o que causou ainda mais transtornos a quem passava pelo local. Quem saiu do Shopping Botucatu teve dificuldade para chegar até a cidade.

A manifestação chamou a atenção de populares que se aglomeravam na passarela. Equipes da concessionária Rodovias do Tietê foram acionadas para retirar os pneus e liberar o fluxo de veículos nas duas pistas.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.