CÂMARA DE AVARÉ REALIZA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DE 2018

05/02/2018
Após cerca de dois meses de recesso, a Câmara de Avaré realizará, nesta segunda-feira, dia 5, a primeira sessão ordinária de 2018.

Os vereadores deverão se posicionar em relação a diversas denúncias que foram publicadas pela imprensa desde o início de janeiro, como os 41 adiantamentos promovidos pela Prefeitura em somente um dia, sendo que, em alguns casos, um mesmo servidor pegou dois ou mais empenhos.

Os parlamentares ainda devem se manifestar na liberação de R$ 10 mil em nome de uma Secretaria de não existe no município. Outro caso polêmico, foi o aditamento do contrato, no valor R$ 7,2 mil, para a locação de mais enfeites de natal. O termo aditivo foi firmado no dia 21 de dezembro, ou seja, há 4 dias do natal.

Outro caso polêmico foi a contratação de um servidor que assumiu o cargo no dia 21 de dezembro e, segundo a Prefeitura, pediu exoneração no dia 17 de janeiro, ou seja, 42 dias de serviço.

O servidor teria ligações diretas com o ex-vereador e radialista Rodivaldo Ripoli e foi contratado para trabalhar na Secretaria de Esportes como assessor técnico. Ocorre, que no período da contratação, a pasta estava em recesso das atividades esportivas. Até hoje não foi explicado a carga horária bem como o local em que o, agora ex-funcionário comissionado trabalhou.

Os gastos com o Carnaval 2018 também deverá ser tema dos parlamentares nesta primeira sessão ordinária.

A recente polêmica foi publicada pelo A Voz do Vale no sábado, dia 3. Segundo o jornal, a Prefeitura estaria promovendo uma licitação milionária para a contratação de uma empresa de gestão de software.

PROJETO – Dois projetos estão na pauta de votações. O primeiro, de autoria do vereador Carlos Estati (Dem), dispõe sobre a proibição de venda, distribuição e o consumo de bebidas alcoólicas nas praças públicas municipais.

O outro projeto, dos vereadores Flávio Zandoná e Cabo Sergio, dispõe sobre a gestão participativa das praças do município de Avaré e estabelece seus objetivos, princípios e instrumentos.



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.