BOTUCATU ECONOMIZOU QUASE R$ 30 MILHÕES EM LICITAÇÕES EM 2017

20/01/2017
A Comissão Permanente de Licitações da Prefeitura de Botucatu (Copel) fechou o relatório operacional de 2017. O balanço apontou que contratos realizados ao longo do ano passado, para a aquisição de produtos e contratação de serviços, geraram grande economia aos cofres públicos.

O diferencial das licitações realizadas em 2017 é que a Prefeitura adotou um novo sistema para a composição de preço de referência dos contratos. Anteriormente, eram realizados três orçamentos de um produto ou serviço e a média era utilizada como base do processo licitatório. Agora, é utilizado como referência o menor preço oferecido nos três orçamentos.

Em 2017 foram realizados 451 processos licitatórios e a previsão era a de que o Município desembolsasse um total de R$ 117.975.824,49. Porém, o valor final licitado ficou em R$ 88.411.321,68, com uma redução de R$ 29.564.502,81, ou seja, economia de 25,06%.

“Na prática, esta economia representa o respeito pelo dinheiro público. Conseguimos economizar e utilizar este recurso para desenvolver outras ações e obras da Prefeitura com mão de obra própria, como a duplicação da Rodovia Gastão Dal Farra, o asfaltamento da Estrada da Mina, da ligação entre o Jardim Santa Eliza e Rubião Júnior, e de outros bairros de Botucatu. Fizemos também a compra de cinco ônibus novos para a Secretaria de Educação, ampliamos o número de Guardas Municipais, entre outras ações”, cita o prefeito Mário Pardini.

Um exemplo dessa economia foi a licitação para a compra de placas de sinalização de trânsito. O orçamento inicial previa o gasto de R$ 1.201.500,00 para a aquisição de 20 mil placas e o valor da licitação foi de R$ 551.967,00. Ou seja, economia de 54,06%.

“O setor de licitações da Prefeitura de Botucatu é composto por funcionários de carreira, com anos de experiência. Os números demonstram a seriedade e competência dessa equipe para com as compras e contratações Municipais. O ano passado foi um ano de crise e o Governo Municipal conseguiu realizar as melhores contratações, com maior economia, ajudando a Prefeitura a economizar”, explica Murilo Fernandes Paganini, presidente da Copel.

A equipe da Copel ainda é formada por: Andrea Cristina Panhin Amaral, Juliana Cristina Seno da Silva, Solange Aparecida de Aguiar, Luciano Pelícia, Fabio Alexandre Rodrigues Santos, Regiane Aparecida Inez, Rodrigo Ramos, e Rubens Danilo Taborda.

Fonte: Acontece Botucatu



Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Avaré Urgente. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Avaré Urgente poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.